Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Capivari

Geografia

Demografia

Dados do Censo - 2000

População total: 41.468

Urbana: 33.484

Rural: 7.984

Homens: 20.623

Mulheres: 20.845

Densidade demográfica (hab./km²): 128,30

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 11,52

Expectativa de vida (anos): 73,73

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,46

Taxa de Alfabetização: 92,39%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,803

IDH-M Renda: 0,736

IDH-M Longevidade: 0,812

IDH-M Educação: 0,860

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia

Rio Capivari

Rodovias

SP-101

SP-306

SP-308

 

História

O primeiro documento da nomenclatura geográfica do planalto, tem sua origem vinculada à histórica proclamação de Thomar (1581), unindo sob a coroa de Felipe II, os territórios metropolitanos e ultramarinos, de Espanha e Portugal. 
Em 1628 Capivari figura, pela primeira vez, nos documentos cartográficos de São Paulo, encontrado em um velho roteiro existente noArchivo General de Las Índias, de Sevilha, Espanha e da lavra do então Capitão-General do Paraguai, Dom Luiz de Céspedes y Xéria.
Em 1718, ricas jazidas de ouro foram descobertas nas cercanias de Cuiabá, para onde afluiu grande número de aventureiros. A viagem eram feitas por via fluvial, pois a mata virgem era muito cerrada. A fome e as lutas com os gentios dizimavam as caravanas, espalhando-as e formando acampamentos às margens dos rios. Uma das monções que saiu de Porto Feliz, por ordem do Marquês de Pombal ao Capitão General Morgado de Mateus, fora dizimada em grande parte pelos índios, e na volta, explorava um dos afluentes subindo até um formoso salto. Conhecedores desse fato e do quanto era penosa e difícil a viagem a essa p aragem, os governadores das capitanias serviam-se desse local para o degredo das pessoas que caíam no seu desagrado. 
Querendo voltar aos seus lares, os degredados abriam picadas pela floresta procurando encurtar o caminho, outros receosos de novas perseguições, estacionavam em pontos onde a topografia, água e clima eram favoráveis, e aí passavam a residir. Porém, deve-se ressaltar que Capivari não foi fundada por criminosos mas, por perseguidos políticos que queriam ver a Pátria livre do jugo português. Em fins do século XVIII, um grupo de ituanos degredados em fuga, resolveu estacionar alguns dias e por notar grande quantidade de peixes e caças, principalmente capivaras, passaram a residir pois o local era muito agradável. Corria o ano de 1800, e na colina às margens do Rio das Capivaras, florescia uma pequena povoação, que mais tarde seria chamada de Capivari. Em 1813, com a iniciativa do Cônego João Ferreira de Oliveira Bueno, Tesoureiro-Mór da Sé de São Paulo, foi proposto ao Príncipe D. João, o estabelecimento de um novo povoado, uma freguesia, nos sertões de Itu, junto ao Rio de Capivari, distante das Igrejas de Itu, Porto Feliz e Piracicaba, sob a invocação de São João Baptista de Capivary. Em 5 de junho de 1820, o pequeno povoado possuía grande número de casas e uma capelinha, onde foi celebrada a missa com o primeiro sacerdote, o padre João Jacinto dos Serafins. 
Sendo escolhido São João Baptista padroeiro da povoação. O imperador D. Pedro I, por Alvará de 11 de julho de 1826, elevou a Capela para Freguesia, sendo vigário nesse tempo, o Padre Inácio Francisco de Moraes. Pelo Alvará de 10 de julho de 1832, foi oficialmente denominada a povoação de Vila de São João Baptista de Capivary de Baixo ( dizia-se de Baixo para distinguir do Capivary de Cima, povoado vizinho, hoje Monte Mor), sendo elevada a categoria de Vila.

Fundação 10 de julho de 1832

Gentílico capivariano

Administração

Prefeito:     RODRIGO ABDALA PROENÇA

 

Desenvolvimento Econômico

Os frutos dos suores dos primeiros povoadores são encontrados na fecundidade da terra e ecoam ainda nos barulhos das fábricas.
Capivari teve seu desenvolvimento econômico centrado na agricultura. Consta em documentos antigos (Documentos interessantes marca história e costumes de São Paulo), que no início do século XVIII, já existiam na região, fazendas de cultura e criação. Em 1752 já existia o Engenho Velho no local onde hoje localiza-se o bairro Engenho Velho.
Em 1850, as fazendas de cana, em número de 72 produziam de 116.000 a 120.000 arrobas de açúcar; as 23 fazendas de café, produziam mais de 10.000 arrobas e as 12, de chá, mais de 400 arrobas, anualmente.
A receita municipal não alcançava um conto de reis; a maior verba do orçamento era o imposto sobre a venda de aguardente.
Em 1883 o desembargador Bernardo Avelino de Gavião e o suíço Henri Raffard, formaram uma sociedade brasileira para o fabrico de açúcar, montando o engenho a dois quilômetros e meio de Capivari

Em 16/04/1944 é fundada a Associação do Comércio e Indústria (ACIC) que até hoje presta importantes serviços aos seus associados.
Em 01/09/1992, foi feito o loteamento de um Distrito Industrial, localizado no Km 124 da

Rodovia SP 308. Em sua área, existem 12 empresas em funcionamento. Atualmente, o DIC oferece aproximadamente 300 empregos diretos.
A economia capivariana possui hoje, algumas indústrias que se destacam:

Usina Bom Retiro
Atualmente a Usina Açucareira Bom Retiro S/A tem aproximadamente 800 funcionários e 600 funcionários contratados por empreiteiras. Produz l .200.00 sacas de açúcar e 55 milhões de litros de álcool.

Eterbrás Tecnologia . Industrial 
É líder na fabricação de produtos de fibrocimento, movimentando comercialmente 20.000 toneladas/mês de produtos como caixas d'água e telhas que são distribuídos em diversos estados e também para outros países como Paraguai, Angola e Uruguai. Gera 425 empregos diretos e aproximadamente 2000 indiretos.

Metalúrgica Rigitec Ltda
Atua no ramo metalúrgico de tubulações para veículos automotores. Fundada em 1976, com apenas 2 funcionários, conta atualmente com 120 funcionários. Transferiu-se de São Paulo para Capivari em fevereiro de 1986. Fornece peças para as maiores montadoras do país. É a primeira empresa, totalmente nacional, do município a certificar-se com o ISSO 9002.

Fornel & Cia Ltda
Atua no ramo de bebidas, atualmente possui uma linha completa de bebidas quentes, cerveja e refrigerantes.
Proporciona aproximadamente 150 empregos diretos. As marcas Lecker e Boite Show são distribuídas em todos os estados brasileiros e países do Mercosul.

Branyl Comércio e Indústria Têxtil Ltda
A indústria foi fundada por Alejandro L. Rosenfeld (também seu presidente) em julho de 1972. Funciona em
Capivari desde 1984, produzindo tecido para a linha automotiva, esportiva e de decoração. Proporciona aproximadamente, 600 empregos diretos.

Cia. Santa Marina Divisão Vetrotex
Foi fundada na França pelo grupo Saint Gobain, em 1665, e inaugurada em Capivari em 1992. É a primeira
empresa deste setor na América Latina. Produz fibra de vidro utilizado nos segmentos de: plástico reforçado, construção civil, esporte, lazer, eletro-eletrônico, saneamento básico e indústria química. Já possui o ISO 9002.

Outras indústrias também fortalecem a economia capivariana: Vidromania (centro de reciclagem), Mimosa,
Forman, Microsal, etc.

A cana-de-açúcar pela força que sempre representou na economia capivariana, tem merecido atenção especial da ASSOCAP (Associação dos Fornecedores de Cana), uma entidade de classe fundada em 1943 e que abrange os municípios de Capivari (sede), Rafard, Mombuca, Elias Fausto, Monte Mor, Cerquilho, Tietê, Indaiatuba, Salto, Laranjal Paulista, Tatuí e Cesário Lange. Possui em seu departamento técnico, os seguintes setores: laboratório de cana-de-açúcar, laboratório de solos, assistência técnica, topografia, mapeamento e Centro de Processamento de Dados.

A ASSOCAP também fornece para os seus associados o Índice de Precipitação Pluviométrico.

Capivari conta hoje com 247 estabelecimentos industriais, 1087 estabelecimentos comerciais, 07 estabelecimentos bancários e aproximadamente 422 estabelecimentos rurais.

Hotel

http://www.hotelinsite.com.br/procura/resultado.asp?cid=capivari

Site da cidade

http://www.capivari.sp.gov.br/

Fonte

http://pt.wikipedia.org/wiki/Capivari
http://www.ferias.tur.br/informacoes/9039/capivari-sp.html

 
MAIS SOBRE Capivari:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Capivari:
 
19/02

uma bonitinha cidadezinha

Enviado por capivari às 18h34
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions