Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Jaguariúna

Geografia

Possui uma área de 142,437 km², o que corresponde a uma densidade populacional de 258,38 hab/km², em dados de 2007.

 

Demografia

Dados do Censo - 2000

População total: 29.597

Urbana: 25.812

Rural: 3.785

Homens: 14.938

Mulheres: 14.659

Densidade demográfica (hab./km²): 207,84

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 9,05

Expectativa de vida (anos): 75,36

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,00

Taxa de alfabetização: 92,47%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,829

IDH-M Renda: 0,772

IDH-M Longevidade: 0,839

IDH-M Educação: 0,877

(Fonte: IPEADATA)

 

Hidrografia

Rio Jaguari

Rio Atibaia

Rio Camanducaia

 

Rodovias

SP-95: ligando Jaguariúna a Bragança Paulista

SP-340 ligando Campinas a Mococa.

 

História

A origem de Jaguariúna remonta aos tempos do antigo caminho dos Goiáses, quando por aqui passavam os bandeirantes, tropeiros e boiadeiros rumo a Goiás e Mato Grosso. Com o florescimento dos Engenhos de Açúcar e, depois, das enormes plantações de café, surgiram as grandes fazendas: as Casas Grandes e os Barões.
A fundação da cidade está ligada à decisão do Coronel Amâncio Bueno (primo de Campos Sales, que foi Presidente da República, e da baronesa de Ataliba Nogueira) em construir uma Vila em terras de sua propriedade, desmembrando, assim, a Fazenda que se denominava “Florianópolis”, transformando-a em uma colônia que começou a abrigar os imigrantes italianos e portugueses.
As terras da Fazenda Florianópolis foram doadas por D.Pedro II aos pais do Coronel Amâncio Bueno. Suas terras ocupavam a margem esquerda do Rio Jaguary (hoje os resíduos daquelas vastas terras se restringem á pequena área ocupada pela Fazenda Serrinha).
Esses imigrantes, observando que a construção da Estrada de Ferro era uma realidade que logo se concretizaria, começaram a transformar aquelas terras férteis em uma rica e promissora região agrícola.
Em 1875 a Companhia Mogiana de Estradas de Ferro assentou seus trilhos na então Vila Bueno, com a construção do ramal Campinas-Mogi Mirim inaugurado pelo Imperador D. Pedro II.
Com a também inauguração da Estação de Jaguary, cujo nome é devido ao rio que margeava o traçado da linha férrea, e com a epidemia da febre amarela na cidade de Campinas, grande parte da população deslocou-se para outras regiões, muitos comerciantes começaram a desembarcar na Estação de Jaguary e aqui instalaram seus negócios e moradia.
Como tinha uma grande visão do futuro e notando o desenvolvimento do lugar, o coronel Amâncio Bueno iniciou nos idos de 1889 a construção de uma matriz, em estilo gótico-bizantino, até conseguir por provisão em 19 de fevereiro de 1892 criar a paróquia de Santa Maria, padroeira do lugar.
Em 1894, o coronel Amâncio Bueno encomenda uma planta do bairro Jaguary, projetada pelo engenheiro alemão Guilherme Giesbrechet e, junto aos poderes constituídos da época, conseguiu a criação do Distrito de Paz de Jaguary, vinculado ao município de Mogi Mirim, pela Lei nº 433 de 05 de Agosto de 1896.
O bairro continuou em franco progresso, mas os seus habitantes sentiam-se restritos nas diversas transações que realizavam, devido às decisões governamentais serem centralizadas e os tributos públicos atingirem taxas elevadas, obstando o desenvolvimento da época.
Formou-se então em 1953 uma comissão composta de homens ilustres e de uma dinâmica sem par que, a 10 de Abril de 1953, assinava ofício à Assembléia Legislativa cujos atos versavam sobre a emancipação política de nossa terra, juntamente com uma farta documentação e uma extensão memorial que compilava dados sobre a nossa capacidade de autonomia nos setores industriais, agrícolas, comerciais e pecuários.
Em 30 de Dezembro de 1953, o povo jaguariunense recebia a grata notícia: De acordo com a Lei nº. 2456 ficara criado o Município de Jaguariúna, com demarcação da linha limítrofe, bem como o desmembramento de nossas terras do município de Mogi Mirim.

Significado do Nome

Por força do Decreto Lei nº. 14.344, de 30 de novembro de 1944 foi acrescido ao vocábulo JAGUARY o termo UNA, nome de origem tupy guarany, cuja tradução oficial é: JAGUAR = onça; Y = água, rio e UNA = preta. Jaguariúna significa, portanto: Rio da Onça Preta ou Rio das Onças Pretas.

Aniversário da Cidade 12 de Setembro.

Gentílico jaguariunense

 

Administração

Prefeito: MARCIO GUSTAVO BERNARDES REIS

Economia

A economia de Jaguariúna é baseada na indústria e o turismo na cidade tem sido bastante explorado, apresentando forte crescimento

 

Turismo

Principais Pontos Turísticos

Antiga Estação da Cia. Mogiana de Estradas de Ferro / Fepasa

Monumento ferroviário restaurado. Atualmente abriga o Centro Cultural de Jaguariúna, que utiliza os seus salões para cursos, eventos artísticos, seminários e reuniões; acolhe também a Biblioteca Municipal, a Rádio Educativa Municipal - Estrela FM e uma lanchonete, o Botequim da Estação. É um dos locais mais agradáveis da cidade.
Envolto por amplos gramados ajardinados, servido pelas avenidas marginais, com grande área de estacionamento, o Centro Cultural (ou a antiga estação ferroviária) fica em local privilegiado no centro de Jaguariúna, em frente ao Terminal Rodoviário, a poucos metros de um dos mais importantes hotéis do município e do Hospital Municipal Walter Ferrari.
Numa das áreas gramadas há a réplica de uma Caravela, feita para homenagear o aniversário de 500 anos do descobrimento do Brasil. No entorno dos jardins foram plantadas árvores de pau Brasil.
O grande destaque do local é a locomotiva Maria Fumaça e o seu carro restaurante, totalmente restaurados pela Prefeitura Municipal. A todo o momento pode-se ver turistas, e pessoas em trânsito, pousando para fotos ao lado da Maria Fumaça.
A antiga estação da Cia. Mogiana foi inaugurada em 15 de Dezembro de 1945. Desativada desde os anos 70, o prédio histórico foi restaurado pela prefeitura e transformado em Centro Cultural a partir de 1991.

Ponte Pedro Abrucêz - Cia. Mogiana 1875

Outro monumento ferroviário reformado e conservado pela Prefeitura Municipal. A ponte ferroviária da antiga Cia. Mogiana, também conhecida como Ponte do Jatobazeiro, foi inaugurada em Agosto de 1875 com a presença do Imperador D. Pedro II e da Princesa Isabel, que, na ocasião, hospedaram-se na Fazenda Jaguari (hoje Santa Úrsula), de propriedade do Barão de Ataliba Nogueira. 
Hoje em dia, a referida ponte dá acesso aos bairros de Jaguariúna localizados na margem esquerda do Rio Jaguari. A ponte está ao lado do Parque Ecológico do Jatobazeiro, onde a mata ciliar foi recentemente replantada. O local é agradável e ornamenta a paisagem urbana às margens da avenida que corta Jaguariúna, dando acesso às cidades do Circuito das Águas.
Endereço: Avenida Marginal - Centro

Passeio de Maria Fumaça

Tem objetivo cultural e recreativo, atendendo escolas, clubes, associações de terceira idade e o público em geral. Durante o passeio, monitores especializados contam a história do trem e do café, fazem comentários sobre a sociedade da época, os Barões do Café e a rotina dos trabalhadores nos cafezais.
Com o restauro das estações, equipamentos, carros e locomotivas a vapor, pessoas de todo o Brasil e de várias partes do mundo já visitaram a cidade para conhecer uma autêntica ferrovia do século XIX.
Fundada em 1872, a Cia. Mogiana de Estradas de Ferro inaugurou este primeiro trecho (Campinas - Jaguary, hoje Jaguariúna) em 03 de Maio de 1875, contando com a presença do Imperador D. Pedro II.
Na década de 1980, Jaguariúna não comportava mais os trens no meio da cidade, sendo necessária a mudança do acervo para Campinas, na Estação Carlos Gomes, quase na divisa entre os dois municípios. Por esta razão, atualmente, o ponto final do passeio é na margem esquerda do Rio Jaguari. O desembarque se dá em uma pequena plataforma.
O principal Projeto Turístico da atual administração jaguariunense é fazer com que a Maria Fumaça chegue novamente à antiga Estação, que foi restaurada e abriga, atualmente, o Centro Cultural de Jaguariúna. A obra é perfeitamente viável e conta com total apoio da ABPF - Associação Brasileira de Preservação Ferroviária, que detém o comodato do trecho.

A Embrapa Meio Ambiente

Está localizada no Município de Jaguariúna. É uma unidade temática de pesquisa e desenvolvimento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura e do Abastecimento. 
Esta unidade tem por missão institucional Viabilizar soluções para o desenvolvimento sustentável do espaço rural mediante geração, adaptação e transferência de tecnologias e conhecimentos em manejo e gestão ambiental e contribuir para a formulação de políticas agroambientais.
Para esclarecer dúvidas da população em geral sobre os serviços e oportunidades que a Embrapa Meio Ambiente disponibiliza foi criado o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC - Embrapa Meio Ambiente), responsável também pelo agendamento de visitas à biblioteca, aos laboratórios, bem como para a participação em eventos da Embrapa Meio Ambiente.
Localização: Rodovia SP 340 - Campinas / Mogi-Mirim, Km. 127,5. Bairro Tanquinho Velho.

Matriz Centenária Santa Maria

Em terras próximas à sede da fazenda Florianópolis, hoje fazenda Serrinha, e do rio Jaguary, o Coronel Amâncio Bueno, fez erguer, as suas expensas, uma bonita e grande capela, em estilo Gótico-Bizantino, tendo sido construído em 1895. 
Reservou e doou à Igreja toda quadra circundante. Depois abriu as ruas próximas, denominando-as de Vila Bueno. Homem de visão, Amâncio Bueno encarregou o engenheiro Guilherme Giesbresht para fazer a planta do loteamento que deu origem à pequena vila, que em 5 de agosto de 1896 foi transformada no “Distrito de Paz de Jaguary”, vinculado ao município de Mogi Mirim. 
Telefone: (19) 3867-1535

Red Eventos

Foi criado com o propósito de apresentar num mesmo espaço ambientes diversos, especialmente projetados, oferecendo serviços e instalações capacitados para receberem eventos de todos os portes, atendendo os segmentos do entretenimento, esporte, turismo, negócios e educação. 
Desde o ano 2000, o Jaguariúna Rodeio Festival, considerado o maior festival country do país, tem sido realizado no Red Eventos, devido à sua versatilidade e dimensões. Esta característica o credencia para a realização dos mais diversos eventos, tais como: rodeios indoor, eventos esportivos, feiras, congressos, palestras e workshops, lançamentos de produtos, festas de formatura, confraternizações, leilões (bovinos e eqüinos), exposições, além de grandes shows musicais com os principais artistas brasileiros e internacionais.
Endereço: Rodovia SP 340 - Campinas/Mogi-Mirim, Km. 130.

Estádio Municipal Alfredo Chiavegato

Está localizado no maior e mais populoso bairro de Jaguariúna. Projetado para ser, no futuro, o principal estádio do município, o referido espaço esportivo é servido por avenidas marginais, a partir do centro da cidade, contando, também, com acessos para a SP 340 e SP 95. Além do campo oficial para a prática do futebol, este estádio conta com uma pista de atletismo, também oficial. A situação topográfica da praça esportiva possibilita a construção de arquibancadas em toda a sua volta. 
Localização
Av. Vicenzo Gangrelli - Bairro João Aldo Nassif
Telefone:(19)3867-5506

Estádio Municipal Altino Amaral

Está localizado entre dois dos mais populosos bairros de Jaguariúna, às margens da SP 95 e da SP 340. Além de servir para a prática de esportes pela comunidade, o campo da Roseira, como é conhecido, é palco dos jogos de futebol dos vários campeonatos e torneios realizados pela prefeitura durante o ano. 
Localização: Jardim São Sebastião
Telefone:(19)3837-340

Parque Santa Maria

Espaço público destinado a grandes eventos ao ar livre, bem como, à prática do lazer e do esporte durante todo o ano; localizado em áreacentral da cidade. Até 1999, o Jaguariúna Rodeio Festival foi realizado no Parque Santa Maria, recebendo aproximadamente 20 mil pessoas por noite. São realizadas no local as tradicionais festas da Cavalaria Antoniana, a Festa Junina das Escolas de Jaguariúna, Encontro de Motos, Festa do Caminhoneiro e outras.
O telhado da Entrada Monumental do Parque Santa Maria tem a sua estrutura feita, artesanalmente, com trilhos, remetendo-nos à tradição ferroviária da cidade.
A Secretaria de Turismo e Cultura está instalada nas dependências do Parque. 
Localização: Rua José Alves Guedes, 1003, Centro, Parque Santa Maria.
Telefone:(19)3867-4223/5664

Parque Serra Dourada

Localizado entre vários bairros populares, além de instalações modernas, tem o seu foco voltado para o lazer e para a educação através do esporte.
Por ter sido construído numa área acidentada a sua disposição arquitetônica é muito bonita e transformou a região central destes bairros em um dos mais belos recantos de Jaguariúna.
Localização: Entre os bairros João Aldo Nassif e Miguel Martini.
Telefone: (19) 3837-5000

Antiga Residência do Capitão Ulysses Mazotti

Casarão que pertenceu ao Capitão Ulysses Mazotti, um dos mais antigos moradores do então Distrito de Jaguary. Nesta casa funcionou o primeiro cartório da cidade (17/09/1897), cujo tabelião era o próprio Ulysses Mazotti. 
Foi na casa do Capitão, que também era um importante líder político, que foi realizada a primeira eleição no Distrito de Jaguary (01/03/1898). O Coronel Amâncio Bueno, fundador da cidade, foi o Juiz de Paz e Mazotti foi o mesário. Apenas 26 eleitores, dos 36 inscritos, compareceram. Era a terceira eleição da República. O vencedor foi o paulista Campos Salles.
O casarão foi restaurado e ainda conserva muitas das suas características originais. Foi transformado em casa de eventos. 
Localização: Rua Cândido Bueno, 391 - Bairro Berlim.

Praça Umbelina Bueno

Localização: Centro comercial da cidade, situada no entorno da Matriz Centenária de Santa Maria de Jaguari. É o marco zero da cidade.

Praça Santa Cruz

Localização: Bairro Santa Cruz (um dos mais antigos da cidade)

Praça Mogi-Mirim

Localização: Bairro Dom Bosco, próximo ao centro da cidade

Praça Brasília

Localização: região central da cidade

Praça Dr. Celso de Ataliba Morais

Localização: Vila Guilherme Giesbresht

Praça Carlos Gomes

Localização: Jardim Paraíso, a 1500 m. do centro da cidade.

Praça Augusto Chiavegato

Localização: Rua José Alves Guedes - Centro

Praça dos Imigrantes

Localização: Bairro Nova Jaguariúna. Margem esquerda do Rio Jaguari, em região central da cidade. A mata ciliar foi replantada em 70% da área. O local é extremamente agradável.

Parque do Jatobazeiro

Localização: Av. Marginal - Centro. Situa-se à margem direita do Rio Jaguari, ao lado da antiga ponte da Cia. Mogiana (1875). A mata ciliar foi replantada em 80% da área.

Praça dos Ferroviários

Localização: Av. Marginal esquina com a Rua Júlio Frank. Área central da cidade, ao lado de restaurantes e lanchonetes. O logradouro tem um belo obelisco que homenageia os ferroviários.

Praça Alonso José de Almeida

Localização: Rua Amazonas, na altura do número 504, Jardim São Francisco.

Praça Paschoal Abrucezi

Localização: Rua Eduardo Tozzi. - Jardim do planalto

Parque Luiz Barbosa

O Parque Luiz Barbosa está localizado entre o Parque Santa Maria e o centro da cidade, voltado para o entretenimento e o lazer através de uma excelente área verde preservada. Possui dois lagos com patos, cisnes, grande variedades de peixes, tartarugas, como também um casal de pavão, e galinhas de angola. Localizado na Rua José Alves Guedes, s/n – Centro. Próximo ao Parque Santa Maria

Parque dos Lagos

Apropriado para o esporte e lazer, O Parque possui dois lagos povoados de peixes, quiosques, playground, canchas de bocha e malha, espaço coberto para apresentações culturais e piquenique. Um túnel subterrâneo interliga o local a outra área verde, espaço já planejado para futura ampliação e represamento de nascentes. Água, árvores, flores e um estilo arquitetônico diferenciado fazem do Parque dos Lagos um local bucólico e agradável, apropriado para o esporte, lazer e mesmo para quem quer deixar de lado o estresse do dia-a-dia. 
Localização: Rua Eduardo Tozzi - Jardim do planalto

Atrativos Naturais:

- Lagos povoados de peixes
- Trilhas
- Grande área verde
- Caminho da mata

 

Eventos

O QUE É O ORIGINAL DA TERRA?

Grupo rural que no ano de 2004, após vários cursos de capacitação através da Secretaria de Agricultura e um trabalho intenso voltado para o turismo rural através da Secretaria de Turismo, lançou a idéia de uma exposição e feira diferenciada, agregando valor à produção (as frutas transformadas em geléias, compotas e doces, os vegetais em conservas) e promovendo produtos não agrícolas como embutidos e defumados, cachaça artesanal, pães diversos, biscoitos e bolachas, bolos, café, etc. 
- Na exposição “Original da Terra” você encontra artesanatos e produtos rurais, conservas, doces, compotas, derivados do milho, de mandioca, cachaça artesanal, peças em semente, topiarias, bordados, tear manual, luminárias em fibras, artesanato em bambú, bolsas de fuxico, lindas peças em patchwork, miniaturas em biscuit que retratam cenas do campo, miniaturas de Maria - Fumaça, produtos orgânicos, lanches caipiras, animais de pequeno porte, sucos naturais, queijos, embutidos e defumados, pães caseiros, biscoitos, sequilhos, bolos, vinagre e azeite aromatizado, geléias, licores, café torrado e moído na hora, e etc.
O local da feira é o Prédio Histórico, antiga estação de Jaguariúna, hoje Centro Cultural, na entrada da cidade de fácil acesso, ponto ideal para turistas que estão de passagem e para os que estão na cidade. 
O movimento é intenso na feira como também na praça de alimentação, as atrações musicais e atrativos para as crianças chamam a atenção, trazendo um fluxo de pessoas muito grande durante todos os períodos do dia.

 

HOTEL

http://www.hotelinsite.com.br/procura/resultado.asp?cid=jaguariuna

 

Site da cidade

http://www.jaguariuna.sp.gov.br/

 

Fonte

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jaguariúna

http://www.ferias.tur.br/informacoes/9273/jaguariuna-sp.html

 
MAIS SOBRE Jaguariúna:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Jaguariúna:
 
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions