Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Lins

Lins é um município brasileiro da região oeste do estado de São Paulo.  E uma cidade de otima qualidade de vida, ela é conhecida como a "cidade das escolas" ou "princesinha do oeste".

Geografia

Localiza-se a uma latitude 21º40'43" sul e a uma longitude  49º44'33" oeste, estando a uma altitude de 437 metros e à distância de 455 quilômetros da capital do Estado

Relevo

Relevo de média altitude para os padrões paulistas, apresentando aclives e declives bastante característicos de vales dos rios.

O cenário local inteiramente se reporta ao Rio Campestre, que corta a cidade, sendo em torno deste que se originam os mencionados desníveis de terreno.

Clima

Predomina a temperatura elevada. O calor é forte em todo o ano, com inverno seco mas ainda assim com temperatudas elevadas.

No período de inverno a cidade enfrenta apenas alguns dias de frio mais intenso.

Demografia

População Total: 73.183

Densidade demográfica (hab/km²) : 143,01

População Total/Censo 2000: 70.500

* Urbana: 69.500

* Rural: 1.734

* Homens: 31.990

* Mulheres: 33.962

* Densidade demográfica (hab./km²): 115,42

* Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 11,79

* Expectativa de vida (anos): 73,56

* Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,97

* Taxa de Alfabetização: 92,48%

Área da unidade territorial - 571,44 km²

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,827

* IDH-M Renda: 0,782

* IDH-M Longevidade: 0,809

* IDH-M Educação: 0,891

Rodovias

Chegada a Lins pela Rdv Marechal Rondon (SP-300), vista do viaduto da Avenida São Paulo

* SP-300

* SP-381

* BR-153

* Rodovia Vicinal Mario Covas

* Vicinal Lins - Guaiçara

* Vicinal Lins - BR-153

* Rodovia David Eid (Lins - Sabino)

Distâncias

383 Km da capital, São Paulo

Acesso Rodoviário

Rodovia Marechal Rondon (em grande parte duplicada) e pela BR 153 (Rodovia Federal Transbrasiliana).

Historia:

Lins surgiu no cruzamento de uma trilha de índios localizada nas proximidades dos Rios Tietê e Dourado e a Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. As paralelas cintilantes que eram os trilhos da Estrada de Ferro, chegavam por estes lados trazendo os homens e suas gentes cortando as matas com seu destino já traçado pelo Marechal Rondon, rumo ao Mato Grosso. Desde o nascer desta terra generosa e boa, imperou o amor e o bairrismo pelo torrão que emergia da mata. De elevado espírito religioso, tratavam desde logo os primitivos moradores, dentre aos quais destacamos: Cel. Manoel Francisco Ribeiro, Cap. Joaquim Carlos Ribeiro, Manoel Lourenço Ribeiro, Francisco José Ribeiro, José Noronha Ribeiro, Cel. Joaquim Toledo Piza e Almeida, Francisco Téofilo de Andrade, Frederico M. Costa, Amâncio Nogueira, José do Rego, Francisco Veloso Martins, Cel. João Pedro de Carvalho Júnior, Joaquim de Godoy, Fortunato Hena, Joaquim Barbosa de Morais, Amâncio de Assis Nogueira, Egidio Galleti, Domingos de Matos Guedes, Antonio Marques Castanheira, Dona Amélia Marques Castanheira (primeira parteira de Lins), Antonio Seabra (primeiro professor), etc. A fé e o espiríto daqueles primórdios, os bandeirantes desta terra, resultou no surgimento de um aglomerado de toscas casas, a maioria de pau-a-pique, cobertas de zinco ou da própria vegetação local, ao redor da Estação de Campestre.  Desde o ano de 1906 o fazendeiro Manuel Francisco Ribeiro, que tinha grande extensões de terra em São Sebastião de Pirajuí (hoje Pirajuí), já andava por estas paragens atrás de farta caça e pesca.  A partir de então várias famílias aqui se estabeleceram (Ribeiro Noronha, Moreira da Costa, Toledo Piza, Carvalho, Andrade, Assis Nogueira, etc.), fundando o patrimônio de Santo Antônio do Campestre.  Em 16 de fevereiro de 1908, o então Presidente da República, Senhor Afonso Penna, acompanhado do Eng. Conde Paulo de Frontin (inspetor da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil), visitou a região para proceder a inauguração da 20a. seção da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, compreendendo as Estações de Monjolo (Presidente Afonso Penna, hoje Cafelândia), onde almoçou, a Estação de Hector Legrú (hoje Promissão), chegando até Miguel Calmon (hoje Avanhandava).  Por motivos imperiosos e alheios à sua vontade deixou de seguir viagem, com a comitiva do Presidente, o Major Manoel Joaquim de Albuquerque Lins, então Presidente da Província de São Paulo (sendo representado pelo Deputado Luiz Toledo Sobrinho). Naquele mesmo dia 16 de fevereiro de 1908, a estação da via férrea, Km 152, recebeu o nome de ALBUQUERQUE LINS em homenagem ao Presidente da Província.  João Noronha Ribeiro, Virgilio Noronha Ribeiro (descendentes do Cel. Manuel), construíram as primeiras casas de tábua no decorrer do ano de 1911, aqui chegando no mesmo ano Frederico Moreira da Costa.  O Cel. João Pedro de Carvalho veio em 1912, juntamente com sua esposa Dona Sózima Andrade de Carvalho, sendo ela mais tarde, Presidenta da Legião Brasileira de Assistência Eção de Lins, criando ainda o Patronato Anita Costa; ambos paulistas, proprietários de uma gleba de terras, colaboraram decisivamente no progresso ascendente de Lins, juntando-se aos que aqui antecederam, e a outros tantos que viriam sucessivamente.  Transcorria o ano de 1913, quando aqui se estabeleceu o Cel. Joaquim de Toledo Piza e Almeida e sua esposa, Senhora Dona Maria Augusta de Souza Piza. Foi doada pelo Coronel uma gleba à Municipalidade de Bauru, anexa à Estação de Albuquerque Lins, para que se estabelecesse o núcleo de uma povoação. Criou-se o Distrito de Albuquerque Lins, transferido em 1914 para o município de Pirajuí. Em 30 de dezembro de 1913, o Doutor Carlos Augusto Pereira Guimarães, Vice-Presidente do Estado em exercício, promulgou a Lei Estadual n. 1408, criando o Distrito de Paz de Albuquerque Lins, com sede no povoado da estação do mesmo nome da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, no município de Bauru.  Tudo se passou muito rápido, era o fim da 1a. Guerra Mundial, nossa Lins, pujante, resfolegava em progresso, rumo a sua emancipação política, que se daria em 21 de abril de 1920.

Aniversario da cidade: 21 de Abril

Ano de fundação 1920

Gentílico: Linense

Administração:

Prefeito :    EDGAR DE SOUZA

Economia

Comercio

Lins tem 1.748 lojas de comércio dentre elas, varejo, minimercados, mercearias, materiais de construção, etc.

Serviço

São 858 Lojas de serviços dentre elas, alojamento, alimentação, transporte terrestre, informática.

Indústria

O município se destaca pela presença do Grupo Bertin. O conglomerado, atuante em vários ramos (carnes, couro, higiene e limpeza, produtos PT) emprega boa parte da força de trabalho local sendo também responsável de forma indireta por grande parte do movimento do comércio da cidade.

Recentemente foi implantada a Usina Lins, usina esta de álcool combustível, pertencente ao grupo Batatais. Sua implantação contribuiu para o acréscimo substancial do movimento da economia linense.

Em adição, existe uma parcela considerável de trabalhadores que se deslocam por cerca de 10 km até a sede da usina pertencente ao grupo Equipav, outra grande empresa do ramo sucro-alcooleiro que se situa em área pertencente aos limites do município de Promissão.

Agricultura

No que por anos foi considerada a maior bacia de leite do estado de São Paulo, a atividade agrícola é bastante diversificada, com predominância crescente do plantio de cana-de-acúcar.

Nas redondezas da cidade também encontramos plantações de café, seringueiras, eucaliptos, milho, e algodão. A partir da segunda metade da presente década, seguindo a tendência dominante, ocorreu o já mencionado incremento no platio de cana-de-açúcar.

Religião

Igreja católica

Em Lins Tambem se localiza a Mitra Diocesana de lins, ele e sede da diocese.

Templos Evangélicos

Igreja Evangélica Assembleia de Deus, Igreja Batista, Congregação Cristã no Brasil, Igreja do Evangelho Quadrangular, Igreja Universal do Reino de Deus dentre outros.

Turismo

Estádios de Futebol

A cidade conta com o querido ' Estádio Gilberto Siqueira Lopes ', nome dado em homenagem a um importante advogado e político local, local onde se manda os jogos do time.

Clubes

O município conta com 3 clubes em funcionamento.

Rio Dourado

Nasce no município de Pirajuí, penetrando no município de Lins, na altura de Guapiranga e tem como afluentes (dentro do município de lins), do lado direito os corregos Anhumas, Lacrimal. Água das Batatas, dos Carbajos e do Paraíso; e do lado esquerdo, corregos Ribeirão Grande, São Domingos, Palmital, Jaborandi, Cpão Bonito, Jacutinga e São João.

Rio Feio

Nasce na cidade de Gália, penetra no município de Lins, fazendo divisa com os municípios de Guaembê e Getulina. Seus afluentes da margem direita ( dentro do município de Lins ) são córregos Fazenda Lidiana ou de Lagoa, do Despenhadeiro, Muriçoca ou Água da Onça, da Fazenda Santa Clara ou do Desfiladeiro e Água Santa Maria do Sapo.

Ribeirão Campestre

Nasce na altura da fazenda Santa Luzia, dentro do município, passando pela sede municipal, indo desaguar no Rio Dourado pela margem. Afluentes da margem direita: Água da Cerâmica, Córrego Barbosa, Córrego Irará e Córrego Boa Esperança. Afluentes da margem esquerda: Córrego Jacinta.

Ribeirão Grande

Nasce no município de Cafelândia, penetrando no município de Lins e faz parte da divisa com o município de Cafelândia. Seus afluentes pela margem esquerda (lado do município de Lins): Córregos Passa Três, do Retiro, Rico e da Abelha.

Córrego Capão Bonito

Nasce no município de Lins, na altura do Bairro Capão Bonito, e é afluente da margem esquerda do Rio Dourado. Afluentes da margem direita: Córrego Água Limpa e Coqueiral. Afluentes da margem esquerda: Córregos Coqueiral e Taquaraçu.

Córrego Jacintina

Nasce na altura da Fazenda Barreiro, em Lins. É afluente da margem esquerda do Ribeirão Campestre. Afluentes da margem direita: Córregos Cel. Elias, Santa Emilia e da Onça.

Estação Ferroviária

A estação deu origem à cidade e foi aberta em 1908 com o nome de Albuquerque Lins, antigo Presidente (Governador) do Estado. Poucos anos mais tarde, mudou para o nome atual, Lins. Em 1922, construiu-se um novo prédio para a estação. Por volta de 1954, completou-se a variante de Lins, que fez com que uma estação mais nova fosse construída em local diferente, desativando a antiga estação. O prédio está hoje (julho de 2003) abandonado. Uma família mora onde era o escritório.

Porto Turístico

São 24 mil metros quadrados disponíveis para o Lazer e o Turismo, com 200 metros de praia, lanchonete, pousada com 12 apartamentos e infra-estrutura para esportes náuticos (Cursos de Arrais Amador, de mergulho, Passeios de Barcos e Caiaques). Este é um Projeto pessoal do empresário linense Osvaldir Spadim, que encerra somente a primeira fase. O projeto está orçado em R$ 2,5 milhões, e ainda contará com Galpão de 2 mil metros para guardar barcos, loja náutica, Marina e mais apartamentos.

Trilha Ecológica do Barbozinha

A trlha possui quase três quilômetros de extensão e conserva grande parte de sua mata nativa intacta. Foi criada pela ONG S.O.S. Rio Dourado, que pretende plantar cerca de 5 mil árvores nativas na área. Mesmo ainda em fase de formação, a trilha atrai milhares de visitantes, em passeios agendados, que ficam encantados com as águas cristalinas do córrego e com sua vegetação natural.

Fonte:

http://citybrazil.uol.com.br/sp/lins/index.php

http://www.ferias.tur.br/informacoes/9319/lins-sp.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lins

Site da cidade:

http://www.lins.sp.gov.br/

 
MAIS SOBRE Lins:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Lins:
 
05/04

Bom dia! Eu trabalho no Posto de Informações Turísticas da cidade de Lins-SP, lendo o artigo pude observar que ele encontra-se com algumas informações desatualizadas. Por favor, entre em contato comigo no email :pitturismo@gmail.com para atualizarmos. Agradeço desde já Atenciosamente,

Enviado por Thainá Carolli às 06h41
31/03

Morei na cidade nos ano 68 a 78 sempre foi bonita estudei na escola Anita Costa. Hoje moro no Espirito Santo.

Enviado por Carlos Alberto Dos Santos às 20h53
31/03

Morei na cidade nos ano 68 a 78 sempre foi bonita estudei na escola Anita Costa. Hoje moro no Espirito Santo.

Enviado por Carlos Alberto Dos Santos às 20h53
31/03

Morei na cidade nos ano 68 a 78 sempre foi bonita estudei na escola Anita Costa. Hoje moro no Espirito Santo.

Enviado por Carlos Alberto Dos Santos às 20h53
10/12

Sou de Belém gostaria onde encontra casas para alugar na cidades

Enviado por Amílcar Trindade às 18h26
15/09

Sou de São Paulo,e gostaria de saber se existe aí hoteis ou pousadas que aceitam cãozinho ,junto com hóspedes.Obrigada.

Enviado por wilma dias novaes às 01h20
20/11

a cidade deveria mostra algumas fotos de varios pontos para que conhecermos ela melhor mas pelo que li é uma cidade de muitas historias

Enviado por anonimo às 14h52
16/10

Gostaria de localizae essa pessoa acima citadafussae kitagami nasceu na cidade de lins,como localizar endereço hj 74 anos

Enviado por fussae kitagami às 11h35
31/07

Mais uma maravilhosa cidade do interior paulista! Limpa, organizada e com pessoas educadas!

Enviado por Alexandre Costalano às 19h06
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions