Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Tejupa

O município de Tejupá é essencialmente agrícola, onde as principais atividades estão voltadas para a agricultura, tendo o café como sua atividade principal. Além do café, tem ainda as seguintes atividades agropecuárias:
1- Pequenas lavouras: plantio de milho, arroz de sequeiro, feijão- atividades mais de subsistência, sendo vendidas apenas as sobras da produção.
2- Olericultura - Pequenas hortas de subsistência e plasticultura comercial, principalmente de pimentão e pepino, e, um pouco de tomate que são vendidos no CEASA de São Paulo, através da Associação dos Plasticultores.
3- Florestais - temos alguns plantios de pinos e diversos plantios pequenos de eucaliptos, na sua maior parte para uso próprio e para lenha.
4- Pecuária de leite - temos alguns rebanhos de gado de leite, tipo misto, mais da raça girolanda, para consumo próprio e vendas para laticínios locais.
5- Pecuária de corte - temos algumas fazendas grandes, onden se cria gado de corte, principalmente o nelore.

 

Geografia

Localiza-se a uma latitude 23º20'34" sul e a uma longitude 49º22'35" oeste, estando a uma altitude de 765 metros. Sua população estimada em 2004 era de 5.646 habitantes.

 

Clima

Subtropical

 

Temperatura Média

22º C

 

Hidrografia

Rio Paranapanema

Represa de Jurumirim

 

Rodovias

SP-270

Rodovia Antonio Nicolau Ferreira

 

Como chegar

Localização

O município de Tejupá está localizado na Região Sudeste do Estado de São Paulo, pertencente a 11ª Região Administrativa, com sede na cidade de Marília.
Faz parte da 94º zona eleitoral da comarca de Piraju e pertence ao Escritório Regional de Saúde da cidade de Avaré.
Acha-se localizada na zona fisiográfica Sorocabana e as coordenadas geográficas de sua sede são: 23º 20 e 40 de latitude sul e 49º 22 e 21 de longitude. 
Sua altitude, na sede do município é de 701 metros, ficando a 280 Km da capital do Estado em linha reta e 330 Km através das rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares.
A pluviosidade é da ordem de 1200 a 1300 mm anuais, fonte do IBGE.

Limites

Piraju, Ítai,Taquarituba,Taguaí, Fartura.

Distâncias

280 km da Capital

 

História

As primeiras notícias que se tem da cidade de Tejupá remontam ao fim do século IXX, por volta de 1.868, com a criação do povoado de Nossa Senhora da Patrocínio, pelas famílias: Leal, Ilhéus e Pifanos.
Destes primeiros anos da vida do recém nascido povoado, pouco se tem notícia, pois nada ou quase nada se encontra escrito. Ninguém se interessou por angariar esta história que era contada de boca em boca pelos mais idosos. Com a morte destes, a história viva do povoado se perdeu. Aquilo que foi possível recuperar é o seguinte;
Tejupá iniciou sua existência 21 anos após , precisamente em 06 de junho de 1.889, quando a então povoação foi elevada a condição de distrito de Piraju, através da Lei nº 614 e passou a denominar-se Pedra Branca.
Em 25 de agosto de 1.892, foi criado o Cartório de Registro Civil e Anexos, sendo que sua instalação data de 06 de março de 1.902.
Seu primeiro escrivão foi o senhor Francisco Antonio de Oliveira, o primeiro Juiz de Paz foi o senhor Antonio Baptista de Abranches e o senhor Luiz Labo Galvão Bueno o primeiro Delegado do Distrito.
Anos depois, após consulta feita a seus moradores, seu nome passou a ser Belo Monte. Para isso foi considerada a beleza dos montes que circundavam a sua sede. 
Como católicos que eram, logo as pessoas pensaram na construção de uma igreja. Seus sonhos se concretizaram com a colocação da pedra fundamental do prédio da igreja pelo senhor Mariano Furlan. As missas na Igreja de Nossa Senhora do Patrocínio eram celebradas pelo padre Gasparini, que residia na cidade de Manduri. Depois a comunidade foi atendida pelo padre Pio, que residia, já aposentado, no Asilo São Vicente de Paula, de Piraju.
Já em dezembro de 1908, Aquiles Frassinelli havia instalado os primeiros telefones públicos em Piraju, sede da Comarca, e em seguida transferiu a concessão à firma J. Banqueiro & Cia Ltda, que estendeu uma linha até Bello Monte.
Em 1.917 a população de Bello Monte era de : urbana – 313 e rural- 3.267 habitantes.
Note-se que na época não havia êxodo rural e a maioria da população era de lavradores que habitavam a zona rural, vindo para a a cidade para as festas, compras ou para os cultos religiosos.Na década de 20 Diogo Manuel Goulart, montou uma máquina de beneficiar café com capacidade para beneficiar 200 arrobas por dia e empregava 05 operários.
Agostinho de Arruda e o Major Diogo Goulart (político de Tejupá) que deu nome à Avenida onde se localiza a Escola Estadual “Orizena de Souza Elena”.
Em 21 de outubro de 1.928, o Boletim Republicano publicava os candidatos a Juiz de Paz de Bello Monte e foram os seguintes: Major Diogo Manoel Goulart, agricultor; Domingos Pereira da Silveira, agricultor e Crispin Von Ah Junior, agricultor.
Como curiosidade, em 1.890, após a Proclamação da República, Pedra Branca( Tejupá) tinha 30 eleitores.
Já em 1.952, após um intenso esforço político, o distrito de Tejupá passou a ter 240 habitantes na zona urbana e 2.990na zona rural, perfazendo um total de 3.230. Como se nota, prevalecia ainda a população rural.
Anos depois foi criada a paróquia de Nossa Senhora do Patrocínio, com a então vinda do padre Ângelo Ramires Lucena. O padre Ramires havia sido reitor e professor do Seminário Menor “São José”, da cidade de Botucatu. Por sua vida extremamente simples e por suas obras em prol dos jovens seminaristas, mais tarde, foi condecorado com o título de Monsenhor, vindo a falecer na Chácara Nazaré, no município de Taquarituba. Após sua morte, o Centro de Saúde de Tejupá recebeu o nome de Centro de Saúde Monsenhor Ângelo Ramires Lucena.
No final da administração do prefeito de Piraju, Angelim Dell’ Agnolo foram instalados telefones em Tejupá , ainda distrito, e no Bairro de Taquaras.
Além dos telefones, Angelim Dell’Agnolo colocou a iluminação pública , construiu um grupo escolar para 120 alunos, no Bairro de Taquaras ( prédio onde hoje funciona a Creche Municipal) e arborizou o jardim de Tejupá.
Em 1.962, formou-se uma comissão com a finalidade de pleitear junto ao governo do Estado a elevação à condição de município, obtendo pleno êxito, pois em 31 de dezembro de 1.963, foi promulgada a Lei Estadual nº 8050, que concedia a emancipação política e administrativa do então Distrito de Tejupá, palavra que segundo a tradição local , significa, Vale Montanhoso e também pela existência na época , de choças de índios que habitavam nos montes.
Sua instalação verificou-se 02 ( dois ) anos após, ou seja, em 25 de abril de 1.965, sendo empossados os senhores Antonio Fávaro e Pedro Enz Filho, como Prefeito e Vice-Prefeito, respectivamente. Os mesmos faziam parte da coligação UDN-PSP e obtiveram respectivamente 635 votos dos 635 existentes. Elegeram-se também 09 vereadores e entre eles o senhor Miguel Fávaro, primo do prefeito eleito.
Todos os anos, nesta data, feriado municipal, celebra-se o aniversário da emancipação político-administrativa do município.

Aniversário da Cidade  25 de Abril

 

Administração

Prefeito: VALDOMIRO JOSÉ MOTA

 

Economia

A economia é baseado na agropecuária, predominando as lavouras de café, feijão e milho, plasticultura, soja.

 

Turismo

Principais Pontos Turísticos

Represa de Jurumirim

Fica no estado de São Paulo é formada pelo represamento pela Barragem de Jurumirim, no rio Paranapanema e banha dez municípios no centro-sul do estado.
O nome Jurumirim vem do tupi e significa "foz pequena".
Tem cerca de cem quilômetros de comprimento e em alguns trechos ultrapassa três quilômetros de largura. A represa tem um reservatório com área de 449 km², contendo um volume de água quase quatro vezes maior que o da Baía de Guanabara no Rio de Janeiro.
Suas águas são uma das poucas não poluídas no estado.

Rio Paranapanema

É um dos rios mais importantes do interior do estado de São Paulo. Ele é um divisor natural dos territórios dos Estados de São Paulo e Paraná.
O rio Paranapanema tem uma extensão total de 929km em um desnível de 570m, desenvolvendo-se no sentido geral leste-oeste e desenvolvimento no rio Paraná numa altitude de 239m aproximadamente.

 

Site da cidade

http://www.tejupa.sp.gov.br/index.php

 

Fonte

http://www.ferias.tur.br/informacoes/9728/tejupa-sp.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tejupá

 
MAIS SOBRE Tejupa:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Tejupa:
 
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions