Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
São João do Pau d'Alho

São João do Pau-d'Alho é um município brasileiro do estado de São Paulo.

 

Geografia

Localiza-se a uma latitude 21º16'05" sul e a uma longitude 51º39'57" oeste, estando a uma altitude de 354 metros. Sua população estimada em 2004 era de 1.855 habitantes.

Possui uma área de 117,845 km².

 

Hidrografia

* Rio Feio

 

Rodovias de acesso:

* SP-294

 

Distâncias

575 km da Capital

 

Localização

Presidente Prudente

 

História

Antecedentes da Colonização

Existem muitas dúvidas com relação ao período histórico, anterior a colonização realizada nas terras que passaram a compreender o município de São João do Pau D'Alho. Uma pode ser analisada de maneira mais compreensível por tratar-se da fauna encontrada pelos desbravadores em meados dos anos 40. Outra, mais complicada, diz respeito aos possíveis vestígios deixados por indígenas em lugares que constituíram o município.

 

Num sentido geral, estas dúvidas estão presentes no estudo da história de São João do Pau D'Alho devido a falta de fontes que podem nos auxiliar nas interpretações daquela época. Na realidade, não existe nenhum tipo de fonte histórica que possa alicerçar nossos entendimentos sobre aquele período, salvo algumas existentes em outros municípios da Nova Alta Paulista que, mesmo assim, mostram-se irrisórias na resolução de dúvidas quanto aquele período. Por isso recorremos à livros que sintetizam, no caso dos aspectos naturais, as característica da região. Sobre a problemática da possível existência de indígenas, analisamos o imaginário das fontes orais que vivenciaram o período de chegada nestas terras e as expectativas criadas quanto ao fato, os estudos genéricos sobre o assunto abordado em livros, as pesquisas levantadas à partir do encontro de vestígios destas culturas próximas à delimitação geográfica que constitui o município e algumas fontes escritas existentes na sede do antigo município de Gracianópolis.

 

A Formação da cidade e a origem do nome

A aglomeração das casas que constituísse um povoado era condição básica de sobrevivência para muitos colonizadores que possuíam nestas terras. Uma vida, além de significar um local de socialização de todos, pois indistintamente de condições sociais e financeiras, unia trabalhadores rurais de terras, homens e mulheres, aventureiros a assentados no seu dia à dia, também significava o espaço de resolução de problemas imediatos por parte dos habitantes das propriedades em sua redondeza, tendo em vista os poucos meios de locomoção que inviabilizavam viagem constantes para outras localidades. "O grande números de trabalhadores rurais - derrubadores de mato, plantadores de café, colonos, etc, e a distância da sede do município exigiam a criação de um núcleo comercial que melhor atendesse as suas necessidades."

Pensando em acomodar grande parte daqueles aqui chegavam, uma vila passou a ser idealizada pelo dono das terras em que foi construída. Era idéia de Evaristo Cavalheri formar um povoado que solucionasse grande parte dos problemas enfrentados pelos habitantes próximos às suas terras. Segundo fontes, ao comprar a devida faixa de terras da Sociedade Pastoril e Agrícola, Evaristo tinha em mente a construção de um povoado, constando, segundo algumas fontes, no mapa de suas propriedades em espaço destinado para a fundação de uma sede em meio às suas terras. Porém, para outros, a formação da cidade teve origem muito antes do planejamento de Evaristo, quando chegaram os primeiros investigadores destas terras, por volta de 1946, e passaram a questionar a necessidade de uma vila para as terras que seriam povoadas. É incerto o momento histórico em que foi construída a primeira casa da vila e, muitos mais, a existência de uma perspectiva de fundação da cidade quando edificou-se tal residência. As únicas informações estão contidas em dados oficiais que relutam em afirmar que a primeira casa foi de José Antônio Sanches, construída em meados de 1949. Somada a esta, no referido ano já existiam outras casas que passaram a construir o povoado. Exemplo claro está numa fonte histórica iconográfica, com data de 26 de novembro de 1949, em que encontram-se um Engenho chamado por Machado, Geraldo Rego, Lídia Bonfim, Sebastião Rego, Ernesto Marques e Evaristo Cavalheri. Na reportagem do Jornal Nossa Terra nº 45 de 26 de novembro de 1949, o redator fez uma análise que revela, em parte, o que outras fontes subsidiam a interpretação que temos sobre a formação da vila de São João do Pau D'Alho. Para ele "O sonho de alguns desbravadores era de se erguer na região, um povoado a fim de abrigar os colonizadores que aqui chegassem. Não se pretendia uma metrópole, muito menos um aglomerado de casas, mas, o suficiente para dar condições de moradia ao pessoal".

A partir destas construções, somadas com um desempenho por parte do desbravador e de homens que aqui moravam, muitos embates existiram na formação da vila.

Dentre as inúmeras disputas podemos citar a própria discussão em torno do nome da cidade. Segundo dados oficiais, São João do Pau D'Alho foi fundada em 24 de junho de 1949, com o nome que una o dia de São João, data da fundação e, dessa forma, o consequente padroeiro da localidade, e a "abundância da árvore pau d'alho". Foi entre a idéia de "abundância" e "eventualidade" que originou-se o nome de São João do Pau D'Alho.

 

Aniversário: 24 de junho

Fundação: 24 de junho de 1949

Gentílico: paudalhense

 

Educação

A Escola Professor Salvador Ramos de Moura - ensino fundamental e médio - atende a todas as crianças e adolescentes da cidade.

 

Turismo

A festa mais conhecida é a "Festa do Padroeiro, São João Batista",que acontece sempre na noite do dia 23 de junho, véspera do aniversário da cidade, que reúne seus habitantes, antigos moradores, além de visitantes de municípios próximps. A festa atrai cerca de 6.000 pessoas.

 

Tem também a tradicional "Festa do Peão" que acontece sempre entre o final do mês de abril e começo do mês de maio.

 

Geralmente são três noites de festa com várias atrações: montarias em touros e cavalos, shows, parque de diversões, etc.

 

Na manhã do domingo, acontece o "Desfile de Cavaleiros" conhecido como "Cavalgada", atraindo comitivas de toda a região.

Administraçao

prefeit : MANOEL PEREIRA DOS SANTOS

Economia

São João do Pau D'Alho é uma cidade muito agradável e sua renda provém da agricultura e pecuária, além de verbas federais e estaduais.

 

Site da cidade

http://www.paudalho.sp.gov.br

 

Fonte

http://www.ferias.tur.br/informacoes/9652/sao-joao-do-pau-d-alho-sp.html

http://citybrazil.uol.com.br/sp/sjoaopaudalho/index.php

http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Jo%C3%A3o_do_Pau-d%27Alho

http://www.paudalho.sp.gov.br/historia.htm

 
MAIS SOBRE São João do Pau d'Alho:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE São João do Pau d'Alho:
 
12/01

Considero essa cidade como a cidade natal,pois morei ai meus dez anos de vida, nasci em Tupi Paulista, mas meus pais trabalharam com café no sitio do José Parra 10 anos, e em 1970 viemos embora para mato grosso onde estamos até hoje, tenho muitas saudades daí, mas nunca tive condições de voltar, gostaria de rever a escola que estudei até meu 4º ano e admissão, com a Professora M Aparecida Mazzo, minha colega Alvenide e João Paulo Trevisan, assistir a missa na igreja matriz onde fiz minha primeira comunhão. O prefeito daí na época era o Senhor Vergilio, amo essa cidade e sempre olho as fotos dela na internet. Gostaria muito de saber noticias de minha professora e de meus amigos, entre em contato comigo (star.irenermozer@hotmail.com) MT.

Enviado por Maria Irene às 17h24
12/04

eu amo muito. e uma cidade maravilhosa

Enviado por marcinha às 23h42
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions