Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Caraguatatuba

 

Caraguá é a porta de entrada para o Litoral Norte Paulista, estando a apenas 182 Km da capital. Com uma população de quase cem mil habitantes, é o maior município do Litoral Norte. Conta com boa infra-estrutura, comércio diversificado, setor de serviços bem desenvolvido.

O Município possui largas avenidas a beira-mar, calçadões e ciclovias ao lado de belas praias. Conta com aproximadamente 50 hotéis e 55 colônias de férias com cerca de 9 mil leitos, diversos restaurantes e quiosques que oferecem cardápio variado a lá carte ou self-service. Ainda como infra-estrutura de apoio à atividade turística, possuímos bom sistema de saúde, transporte, educação e formação de mão-de-obra local. Cerca de 50% das casas são de veranistas.

HISTÓRIA

Origem do Nome

Caraguatatuba: caraguatá, gravatá, carauatá, cruatá, coroá, croatá, croá, planta bromeliácea, uma das mais características da flora brasileira. Das 1600 espécies conhecidas, cerca de 1000 são nativas do Brasil. É de aceitar-se com maior convicção o dizer de João Mendes de Almeida, no Dicionário Geográfico da Província de São Paulo, que a palavra é corruptela de Curaá Guatatybo, que significa "enseada com altos e baixos", em razão de ter esta enseada parcéis e cômoros de areia em vários lugares.

Fundação
A fundação de Caraguatatuba tem suas origens nos anos de 1.653/1.654, quando João Blau, capitão-governador da Capitania de Nossa Senhora de Itanhaém (1.653-1.656) da qual era donatário a Condessa de Vimieiro, fundou a Vila de Santo Antonio de Caraguatatuba. Não conhecendo de sua longa existência, por volta de 1770, o governador da Capitania de São Paulo, determinou ao comandante do destacamento da Vila de São Sebastião que fizesse erigir uma povoação na paragem chamada Caraguatatuba, juntando para ela todos os moradores que pudesse, delineando o lugar para a Casa de Câmara, cadeias e mais edifícios públicos, visto que já existia a Igreja para a exaltação a Santo Antonio.

Em 1806, graças a uma correição pelas Vilas Marinhas e a dar-se crédito ao administrador da Capela, a Vila de Santo Antonio de Caraguatatuba ficou conhecida como "Vila que Desertou", mudando-se seus moradores para outros lugares. Após a correição, a Vila não só ressurgiu como progrediu, tornando-se freguesia pela Lei nº 336, de 16 de março de 1.847, elevada à categoria de município com a promulgação da Lei nº 581, de 20 de abril de 1.857. O município foi instalado em 23 de novembro de 1.857. Em 30 de novembro de 1.947, através da Lei nº 38, Caraguatatuba foi elevada à categoria de Estância Balneária. A Comarca foi criada em 1.959 pela Lei nº 5.282 e instalada em 23 de setembro de 1.965.

Fazenda dos Ingleses
Abrigando famílias de estrangeiros instaladas em casas de alvenaria, dentro de uma área inicial de 4.020 alqueires, a Fazenda de São Sebastião era conhecida por Fazenda dos Ingleses. Em 1927, a Fazenda dos Ingleses provocou mudanças no quadro geral da situação de Caraguatatuba. Sob certos aspectos essas mudanças foram por ela mesmo administradas; sob outros, foram por elas provocadas:
Aumento significativo da população do município
Especialização da mão-de-obra na agricultura
Aumento representativo da atividade artesanal comercial
Incremento do comércio dentro e fora da região
Expansão dos meios de comunicação rapidamente
Respeitável aumento da Receita Pública Municipal, Estadual e Federal.

Para seu divertimento, os ingleses construiram quadras de tênis, campos de golf e pólo. Também jogavam cricket. No campo de futebol chegaram a disputar campeonatos com 30 times. Jogavam pingue-pongue e assistiam documentários no cinema da fazenda.

A Fazenda dos Ingleses foi o principal fator de desenvolvimento da cidade até a chegada dos turistas. Era uma das três maiores do gênero na América do Sul. Uma via férrea interna, que chegou a ter 120 quilômetros de extensão, transportava as frutas para o porto, no Rio Juqueriquerê, onde havia um cais de 100 metros. Dalí, os produtos, principalmente bananas, seguiam para os navios atracados no canal de São Sebastião, de onde iam para Londres.

Por volta de 1946, no final da II Guerra Mundial, a fazenda retomou a produção de cítricos, voltando ao mercado inglês e sobreviveu por mais 20 anos dessa cultura, apesar da decadência paulatina. Com a catástrofe de 1967, metade da fazenda ficou debaixo da lama. A retomada das atividades só ocorreu na década de 90, quando a Pecuária Serramar instalou um projeto pecuário de alta tecnologia no mesmo local, ainda em atividade.

Tromba D'água
Caraguatatuba ficou mundialmente conhecida pela dramática catástrofe ocorrida em 18 de março de 1967, quando uma tempestade de poucas horas provocou centenas de deslizamentos nas vertentes escarpadas da Serra do Mar. A serra avançou sobre Caraguatatuba despejando milhares de toneladas de lama e vegetação. Mais de duas décadas após a maior tragédia já ocorrida no Litoral Norte Paulista, Caraguatatuba recuperou-se e cresceu. A dor deu lugar ao esforço de reconstrução, os turistas retornaram, a vida voltou ao seu curso normal.

A cidade é hoje o centro mais populoso e importante comercialmente em todo Litoral Norte. Apesar dos desentendimentos entre os políticos, o povo de Caraguatatuba realizou um esforço de reconstrução e marketing turístico. Um bom exemplo é o texto publicado pelo jornal "Folha de São Paulo" em 2 de fevereiro de 1968: "Caraguatatuba volta a sorrir. A cidade já esqueceu a catástrofe do ano passado e experimenta nesta temporada, um movimento desusado de turistas, superando até mesmo as espectativas dos mais otimistas hoteleiros e comerciantes".

PONTOS TURÍSTICOS

Fazenda de Mexilhão
A maior Fazenda de Mexilhões do Estado de São Paulo localiza-se na Praia da Cocanha. As atividades são desenvolvidas por pescadores locais, que produzem em torno de 8 mil toneladas por ano. Pode-se fazer passeios de barco para conhecer o cultivo.

Feira do Artesanato
É realizada na Praça Diógenes Ribeiro de Lima e funciona diariamente na temporada e feriados, à tarde e à noite. É famosa pela diversidade de produtos à venda.

Ilha do Tamanduá
É a maior ilha de Caraguá e seu acesso é feito por barcos que saem das praias Mococa, Cocanha e Tabatinga. A ilha encanta pela natureza intocada e é indicada para mergulho. Os visitantes devem recolher todo lixo que produzirem para preservar esse verdadeiro paraíso ecológico.

Ilhote da Cocanha
Passeios ecológicos e aventuras podem ser vividas neste ilhote localizado em frente à praia da Cocanha. De barco, caiaque ou lancha, vale a pena um passeio por este maravilhoso recanto em Caraguá.

Lagoa Azul
A paradisíaca Lagoa Azul é um dos principais atrativos da Praia do Capricórnio. Tranqüila, a lagoa de água doce, contrasta com as fortes ondas e o mar aberto, separados por bancos de areia branca.

Marco Zero - Relógio de Sol
Fica na praça Cândido Motta, o relógio tem gravado em latim o texto: Só marco horas serenas. Foi construído em homenagem ao centenário da cidade. Representa também o Marco Zero de Caraguá.

Mirante
Os encantos de Caraguá começam no caminho. Na Tamoios, as encostas cobertas pela Mata Atlântica, a grande planície litorânea e o mar azul compõem a vista panorâmica que se contempla do alto da serra.

Morro Santo Antônio
Aqueles que apreciam a natureza podem visitar o mirante de Santo Antônio. A caminhada até o Morro deve ser feita em grupos. De lá, avista-se toda a enseada formada por Caraguá e São Sebastião, tendo ao fundo a Ilhabela. A paisagem é belíssima e mostra uma Caraguá projetada, urbanizada e linda!

Parque Estadual da Serra do Mar
O Parque Estadual da Serra do Mar representa a maior porção contínua preservada de Mata Atlântica do Brasil, com uma área de quase 315 mil hectares. Criado em agosto de 1977, o Núcleo do Parque Estadual da Serra do Mar integra a rede de Unidades de Conservação, administrada pela Secretaria do Meio Ambiente, por meio do Instituto Florestal. Sua área de abrangência é de cerca de 88 mil hectares, incluindo os limites dos municípos de São Sebastião, Paraibuna, Salesópolis e Natividade da Serra. A floresta abriga e mantém inúmeras nascentes que formam os riachos, cascatas, cachoeiras e córregos de água pura que fazem parte de importantes bacias hidrográficas, como as dos rios Pardo, Guaxinduba e Claro. Jequitibás, canelas, cedros, jatobás, ipês, guapuruvus e manacás-da-serra são algumas das árvores que caracterizam a riqueza da floresta perene úmida de encosta, um sinônimo de mata atlântica. Na primavera, a floração destas árvores proporciona um espetáculo único que pode ser observado até mesmo na rodovia dos Tamoios. Passeios pelas trilhas devem ser agendados.

Pedra da Freira
Na Praia do Garcez encontra-se essa formação rochosa que lembra uma freira ajoelhada olhando para o mar. As lendas a respeito desta rocha encantam todos os visitantes.

Pedra do Jacaré
A bela escultura natural no formato de um jacaré fica na Prainha. Uma pequena trilha leva o visitante até o local. Da areia avista-se a famosa Pedra, que atrai adultos e crianças.

Pólo Cultural Adaly Coelho Passos
Localizado à praça Cândido Motta, no centro de Caraguá, o espaço é uma homenagem ao pescador. No local funciona o MACC - Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba, a Videoteca Lúcio Braun e o Arquivo Público do Município - Arino Sant’Ana de Barros. Nas salas de exposições fixas, o visitante pode encontrar vários objetos do século XIX, entre redes e panelas, remontando o cenário típico de uma casa de pescadores. Também nesta área está instalada no piso, e coberta por vidro, uma maquete do relevo e malha urbana da cidade, e um aquário com espécies ornamentais marinhas da região.

Praça Cândido Motta
A praça arborizada e tranqüila é ótima opção para passeios em família. Ouvir chorinho, MPB e bossa nova já é tradição de moradores e turistas nos fins de semana. A Matriz de Santo Antonio, a fonte luminosa e o relógio do sol, monumento que representa o marco zero da cidade, são os outros atrativos.

Praça de Eventos
Com uma área de 10 mil metros quadrados e capacidade para 30 mil pessoas, o espaço é utilizado para grandes shows e eventos que acontecem com freqüência durante a temporada. Fica no centro da cidade e tem palco com camarins e toda a infra-estrutura para a apresentação dos mais variados espetáculos.

Praça Diógenes Ribeiro de Lima
A praça mais arborizada da cidade é um atrativo para todas as idades. O playground, a feira de artesanato e o orquidário compõem um ambiente de lazer e tranqüilidade. Lá também fica a secretaria municipal de Turismo, com informações aos visitantes.

Praia Brava
Norte 4Km - Centro Deserta e agreste, esta praia tem formato de concha com magnífica vegetação. Praia de tombo com ondas fortes, que possibilitam a prática do surfe. O acesso é feito por uma estrada sinuosa a partir da encosta da Martin de Sá.

Praia Cocanha
Norte 12Km - Centro Praia de águas calmas e cristalinas, apropriada para o banho de mar das crianças. Esportes náuticos como banana boat, jet ski e caiaques são alguns dos atrativos. Próximo à praia há um ilhote, indicado para o mergulho de observação. Boa infra-estrutura de serviços como restaurantes e bares. No Centro de Maricultores pode-se comprar mexilhões dos produtores locais.

Praia das Palmeiras
Sul 10Km - Centro Praia de águas calmas e excelente estrutura. É ideal para a prática de vários esportes, inclusive o Cooper, por sua extensa faixa de areia batida.

Praia do Camaroeiro
Norte 800m - Centro
Um dos pólos da cultura caiçara, a praia é ponto de encontro dos pescadores artesanais. Os bancos pesqueiros, as canoas e píer compõem o cenário pitoresco. No entreposto de pesca é comercializada grande variedade de peixe fresco.

Praia do Capricórnio
Norte 6Km - Centro Uma das mais longas orlas de Caraguá. A praia é limpa, com costeira própria para pesca, areia grossa e fortes ondas em mar aberto. Golfinhos fazem exibições constantes. O seu maior atrativo é a tranqüila Lagoa Azul, formada pelo rio Guaxinduba que encontra o mar proporcionando um cenário de dunas e possibilitando banhos de rio e mar.

Praia do Centro
O largo calçadão é apreciado para caminhadas. A ciclovia proporciona passeios seguros até outras praias. É bastante concorrida à noite, por sediar apresentações musicais, e durante o dia por ser pouso de vôo livre e eventos esportivos. Possui parque de diversões, quiosques com música ao vivo, pista de skate, kart e a Praça de Eventos.

Praia do Garcez ou Freira
Norte 1Km - Centro O acesso é feito por uma trilha que sai do Morro do Camburi, ao lado do Camaroeiro. Também indicada para pescaria, a maior atração desta praia é uma formação rochosa que lembra uma freira ajoelhada olhando para o mar.

Praia do Indaiá
Norte 1Km - Centro Praia calma com larga faixa de areia. Bastante procurada por famílias e para a realização de campeonatos na pista de bicicross, beach soccer, vôlei de praia e projetos de recreação.

Praia do Massaguaçu
Norte 8Km - Centro Praia de tombo, com ondas fortes, mar azul e areia branca. Apreciada por surfistas, a Massaguaçu também é considerada a melhor praia para a pesca de arremesso.

Praia do Porto Novo
Sul 10Km - Centro Caracteriza-se pelas águas tranqüilas. Lá podem ser observadas de perto algumas aves marinhas como garças e Atobás. Nessa praia desemboca o rio Juqueriquerê.

Praia do Romance
Sul 6Km - Centro Ideal para banho de mar e caminhadas. A praia é tranqüila e com poucos banhistas.

Praia Flecheiras
Sul 8Km - Centro Nela está localizado o Terminal Turístico, para onde se dirigem os ônibus de excursões ou turismo de um dia. É ideal para banho de mar e caminhadas. Tem quiosques ao longo da orla, alguns com música ao vivo.

Praia Martin de Sá
Norte 3Km - Centro Uma das mais bonitas e frequentadas praias de Caraguá, a Martin de Sá é ponto de encontro de jovens e turistas. Tem quiosques com música, exposição de artesanato, calçadão, ciclovia e projeto paisagístico. Outros atrativos são os passeios de escuna e banana-boats, vôlei de praia e aeróbica.

Praia Mocóca
Norte 15Km - Centro
De águas calmas e límpidas, a praia abriga vários quiosques em sua orla. Ao Norte, fica a foz do Rio Mococa. A costeira é perfeita para pequenos mergulhos. A praia tem areia medicinal. É o local mais próximo para saídas à Ilha do Tamanduá, localizada à sua frente.

Praia Pan Brasil
Sul 3 km - Centro
A praia ganhou nova paisagem com a duplicação da Avenida da Praia, ciclovias e urbanização. Há muitos quiosques instalados devido ao grande número de turistas que a freqüentam.

Praia Tabatinga
Norte 18Km - Centro Praia de águas calmas e rasas, indicada para crianças. O nome Tabatinga deve-se a areia branca e fina. Sua costeira é indicada para a prática do mergulho livre. Ao norte do Rio Tabatinga, a praia é mais movimentada com intenso tráfego de lanchas, jet-skis, caiaques, esqui-aquáticos, windsurfes e parasails.

Prainha
Norte 2Km - Centro
Próxima do centro da cidade, a praia, de águas calmas e rasas, é charmosa por suas calçadas, jardineiras e quiosques à beira-mar. A Pedra do Jacaré é outro atrativo da praia. Indicada para crianças.

Rio Juqueriquerê
O Juqueriquerê é o maior rio do Litoral Norte do estado de São Paulo. De importância histórica, foi marco divisor das capitanias hereditárias de Santo Amaro e São Vicente. Fica localizado na região sul de Caraguá e ao longo de seu curso pode-se desfrutar de belas paisagens que abrigam a rica diversidade da nossa fauna e flora. Também podem ser observados mangue, que é o berçária do oceano, a restinga, a mata ciliar e a mata atlântica. Além disso, é o único rio navegável da região. Com uma extensão de 13.600 metros, é formado do encontro de dois rios: o Pirassununga e o Camburu, no bairro do Morro do Algodão, zona urbana da cidade.

Teatro Mario Covas
Neste espaço moderno, com capacidade para 600 pessoas, o público pode assistir a conceituados espetáculos culturais. O teatro, localizado no bairro Indaiá, ainda oferece estrutura para a realização de eventos de negócios.

Torneira Central
Localiza-se na Praça Cândido Motta , o centro da cidade. O seu primeiro registro é datado no ano de 1906. A sua inauguração só aconteceu 51 anos depois, em 1957, sendo utilizada para o abastecimento de água na cidade.

Administração

Prefeito:     ANTÔNIO CARLOS DA SILVA

 
MAIS SOBRE Caraguatatuba:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Caraguatatuba:
 
18/08

eu quero saber como fazer maquete de Caraguatatuba

Enviado por matheus às 11h50
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions