Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Pindamonhangaba

Geografia

população estimada (2004): 141.039 habitantes

área total: 731,90 km²

densidade demográfica: 188,99 hab/km²

coordenadas geográficas:

22º55'26" S

45º27'42" W

altitude: 557 m

Demografia

Dados do Censo - 2009

População Total: 144.613

Urbana: 119.078

Rural: 12.343

Homens: 64.524

Mulheres: 67.798

Densidade demográfica (hab./km²): 172,59

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 8,32

Expectativa de vida (anos): 78,67

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,04

Taxa de Alfabetização: 97,44%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,815

IDH-M Renda: 0,742

IDH-M Longevidade: 0,787

IDH-M Educação: 0,916

(Fonte: PNUDDATA)

Hidrografia

Rio Paraiba do Sul

Rio Piracuama

Córrego do Curtume

Córrego do Galega

Ribeirão Água Preta

Rio Una

Rio Ribeirão Grande

Rio das Oliveiras

Rodovias

SP-62

SP-132

(BR-116)

HISTÓRIA DA CIDADE

A partir do século XVII, teve início o povoamento da região de Hipacaré, que compreendia também os municípios de Lorena a Taubaté. A região era habitada por índios geomemis e puris quando iniciou-se o desbravamento daquelas terras. Os paulistas que ali se estabeleceram plantaram mandioca, milho e fumo para sua subsistência e dedicaram-se também à pesca, à caça, ao apresamento de índios e, principalmente, à busca de ouro nas Minas Gerais. 
A origem da fundação do município de Pindamonhangaba registra duas teorias: a primeira, cita os irmãos Antônio Bicudo Leme e Braz Esteves Leme como fundadores. Eles teriam adquirido, da condessa de Vimieiro, algumas glebas na margem direita do rio Paraíba e, em 12 de agosto de 1672, iniciado a construção de uma capela em louvor a São José, onde surgiu um povoado que recebeu o nome de São José de Pindamonhangaba. Com base nessa teoria foi oficializada a data de fundação e seus fundadores. A segunda teoria firma a data de 22 de julho de 1643 para a fundação e tem como fundador o padre João de Faria Fialho. Essa teoria se baseia na carta de concessão de uma sesmaria ao capitão João do Prado Martins, vindo de São Paulo com família e agregados, onde haveria confirmação de que tal capitão já estava naquelas terras desde 22 de julho de 1643.
A partir dessa data, surgiu um bairro ligado a Taubaté, para onde foram convergindo novos moradores. Nesse bairro, o padre Fialho ergueu a capela de Nossa Senhora do Bom Sucesso. A freguesia foi criada em terras do município de Taubaté em fins do século XVII. 
Por volta de 1704, a freguesia crescia intensamente e já havia intenção dos habitantes em separar-se de Taubaté. Foi elevada à categoria de vila com o nome de Nossa Senhora do Bom Sucesso de Pindamonhangaba em 10 de julho de 1705, data considerada magna do município. Em 3 de abril de 1849, recebeu os foros de cidade com a atual denominação de Pindamonhangaba e o apelido de “Princesa do Norte”, pela sua importância econômica com a cultura cafeeira, exercida pelos descendentes das famílias tradicionais e proprietárias de sesmarias e latifúndios: Romeiro, Godói e Salgado, Bicudo, Siqueira, Marcondes e Homem de Melo.

O município participou ativamente da revolução de 1842, da Guerra do Paraguai, Abolição da Escravatura e Proclamação da República. Em 25 de fevereiro de 1888, não havia mais escravos no município, mas a cidade foi demasiadamente castigada pelas conseqüências do movimento libertador. Os fazendeiros não estavam preparados para o regime de trabalho livre e a lavoura passou a decair, dando início a um período de estagnação, sem a natural continuidade da industrialização. A cidade retomou o crescimento no período da Terceira República.

Significado do Nome

Pindamonhangaba significa em tupi-guarani “fábrica de anzóis”, originando-se dos vocábulos pindá, “anzol” e monhangaba, “fábrica”.

Aniversário da Cidade 22 de Julho

Fundação 1705

Gentílico pindamonhangabense

Administração

Prefeito:  VITO ARDITO LERARIO

Economia

Em fins do século XVII, Pindamonhangaba vivia apenas da agricultura de subsistência.

No início do século XVIII, alguns pindenses saem para a Serra da Mantiqueira e para Minas Gerais para desbravar novas terras e acabam beneficiando a Vila e o Vale do Paraíba com o ouro ali encontrado.

Em torno de 1778 o ouro começa a escassear e estanca a economia de Pindamonhangaba e do Vale do Paraíba.

Pôr volta de 1789, para suprir as necessidades trazidas pela falta de ouro, o Vale acha na agricultura do café uma saída para a economia.

Entre 1840 e 1860 Pindamonhangaba atinge o auge da nobreza, tornando-se a maior produtora de café da região.

Nesta época construiu suas mansões e casarões e ganhou o título de "Princesa do Norte", título dado pelo cronista e poeta Emílio Zaluar em 1860.

A nobreza rural esteve bem representada em Pindamonhangaba:

Barão Homem de Mello - Francisco Ignácio Homem de Mello Barão de Itapeva - Ignácio Bicudo de Siqueira Salgado Barão, depois Visconde da Palmeira - Antonio S. Silva Barão, depois Visconde de Parahybuna - Custódio Gomes Varella Lessa Primeiro Barão de Pindaba. - Manuel Marcondes O. Mello Segundo Barão, depois Visconde de Pindaba. - Francisco Marcondes Homem de Mello Barão de Romeiro - Manuel Ignácio Marcondes Romeiro Barão de Taubaté - Antonio Vieira de Oliveira Neves Barão de Lessa - Eloy Bicudo Varella Lessa

Em meados de 1870, com o esgotamento das terras, o movimento abolicionista e a produção cada vez maior do Oeste paulista, acontece a decadência da cultura cafeeira de Pindamonhangaba.

Por volta de 1920, Pindamonhangaba passa por mais um de seus graves períodos de estagnação econômica. Então, algumas famílias vindas principalmente de Minas Gerais aqui se instalam e começam a criação de gado leiteiro, que se tornou a principal economia da cidade.

Por volta de 1950, o beneficiamento de produtos agropecuários, principalmente o arroz e o leite, movimentava a economia local.

Em 1970, Pindamonhangaba viveu sua "explosão" industrial, com a implantação de grandes indústrias, acelerando o crescimento do comércio e da população.

Hoje Pindamonhangaba encontra-se em fase de retomada do progresso, com a instalação de novas indústrias

Pontos Turísticos

Bosque da Princesa

Circuito Mantiqueira

Estrada de Ferro Campos do Jordão

Fazenda Sapucaia

Palacete Visconde da Palmeira (Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina)

Pico do Itapeva

HOTEL

http://www.hotelinsite.com.br/procura/resultado.asp?cid=pindamonhangaba

Fontes

http://www.pindamonhangaba.sp.gov.br/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pindamonhangaba

http://www.ferias.tur.br/informacoes/9485/pindamonhangaba-sp.html

 
MAIS SOBRE Pindamonhangaba:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Pindamonhangaba:
 
05/12

Em 1946, domei meu primeiro sorvete nessa cidade, porém nasci na Usina Miranda em 1941, meus pais Antônio Moreira e Maria dos Reis moreira

Enviado por josé de almeida moreira às 14h17
12/06

Concidadãos do excelentíssimo senhor governador pedimos, por favor, que nos apoiem enviando a ele mensagens para reversão das demissões, e que melhore as negociações com a categoria metroviária. As atitudes humanas e amigáveis do Dr. Geraldo como são conhecidas na cidade são muito diferentes das que toma aqui na capital. Mas como somos gente de bem, resolvemos nos dirigir de povo para povo, resgatando valores inegociáveis numa posição de cidadãos paulistas, evocando a sensibilidade as pessoas de boa índole. Mostrando que na situação que é apresentada agora rever as demissões e negociar com uma categoria trabalhadora demonstra que existe muito de um ser humano compreensivo, prudente e trabalhador na figura do governador. Muito Obrigado.

Enviado por Metroviário às 06h54
31/05

Chegou a hora de Pindamonhangaba decidir qual a sua verdadeira vocação.Ser cidade grande, onde se tem opções de trabalho, entretenimento, escola,ou ser uma cidadezinha bucólica do interior, onde ainda é possível bater papo com os amigos no final da tarde sentado à porta de casa.

Enviado por Valdeke Silva às 19h43
06/01

sem comentários

Enviado por etecjoãogomesdearaujo às 17h10
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions