Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Itanhaem

Município Histórico, Estância Balneária da Baixada Santista, Itanhaém é a segunda cidade mais antiga do País, guardando em suas contruções a história do colonização. É muito procurada por turistas por suas belezas naturais e históricas, chegando a receber 220.000 pessoas durante a temporada de férias. Possui grande parte de seu território um Unidades de Conservação do Parque Estadual Serra do Mar ou de prevervação permamente. O município possui aeroporto com Itanhaém é um dos 15 municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Balneária, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Geografia

A população estimada em 2006 era de 91.153 habitantes e a área é de 599,017 km², o que resulta numa densidade demográfica  de 134,19 hab/km².

Abriga parte da Área de Relevante Interesse Ecológico Ilhas Queimada Pequena e Queimada Grande, criada em 1985 e administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

Seus limites são Juquitiba e a São Paulo a norte, São Vicente e Mongaguá a leste, o Oceano Atlântico a sudeste, Peruíbe a sudoeste e Pedro de Toledo a oeste.

Demografia

Dados do Censo - 2000

População total: 71.995

* Urbana: 71.148

* Rural: 847

* Homens: 35.806

* Mulheres: 36.189

Densidade demográfica (hab./km²): 120,80

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 18,95

Expectativa de vida (anos): 69,65

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,53

Taxa de alfabetização: 91,81%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,779

* IDH-M Renda: 0,716

* IDH-M Longevidade: 0,744

* IDH-M Educação: 0,876

COMO CHEGAR

Localização

Litoral do Estado de São Paulo, na Região Metropolitana da Baixada Santista.

Limites

Divisas com os Municípios de São Paulo e São Vicente a nordeste, Juquitiba a noroeste, Pedro de Toledo a oeste, Peruíbe a sudoeste, Mongaguá a leste e Oceano Atlântico ao sul.

Acesso Rodoviário

SP/193 - Rod. Cananéia/Pariquera-Açu

SP/098 - Rod. Paulo Rolim Loureiro

SP/099 - Rod. dos Tamoios

SP/070 - Rod. dos Trabalhadores

SP/055 - Rod. Dr. Hippolito Rego/Caiçara/ Pe. Manoel da Nobrega

SP/125 - Rod. Oswaldo Cruz

SP/165 - Rod. Pe. Manoel da Nóbrega

BR/116 - Rod. Prof. Alfredo R. de Moura

Distâncias

110 km da Capital


História

A Cidade de Itanhaém foi descoberta e fundada pelo navegador português Martim Afonso de Souza, no dia 22 de Abril de 1.532. Segundo historiadores ele estabeleceu o fundamento da povoação de Itanhaém entre a tribo dos Itanhaens que vivia juntamente com colonos, ao redor de pequeno porteiro na praia de Peruíbe a 13 km, ao sul de Itanhaém. Mais é evidente que o navegador ao estabelecer essa povoação, estava na realidade fundando toda esta região e principalmente à margem direita do Rio Itanhaém do mar olha para a terra, porque a exuberante foz do rio os morros de que de um lado e de outro do rio existem acomodando pequenas e belas praias em forma de baía, costões de pedras se antepondo ao mar, área a frente do morro Itaguassú onde hoje situa-se o Convento, formam razões mais que óbvias sob todos os enfoques, para o estabelecimento de vilas e aldeias. Tanto é verdade que alguns anos depois, mesmo com a chegada dos jesuítas junto aos índios e colonos e a construção da Igreja e Colégio dos Padres Jesuítas, depois chamado Colégio de São Batista paralelamente formava-se aqui onde hoje é o centro de Itanhaém a aldeia de Nossa Senhora da Conceição, uma paliçada de torras ao redor das casas com três saídas para rio e a Ermida, pequena Capela de Barro com a Cruz de fé cristã no Alto do Itaguassu, e aos poucos todos foram transferindo-se da Aldeia de São João Batista para este outro lado do Rio onde florescia a aldeia e feitoria agrícola de Nossa Senhora da Conceição. A 13 de Janeiro de 1.561, Cristovam Gonçalves é designado Juiz Pedâneo aos 19 de Abril do mesmo ano Itanhaém já tem pelourinho e ganha foro de vila. E assim desenvolveu-se lentamente porque sempre foi uma Vila podre e esquecida até que em 1.624 vem conhecer período de grandeza quando obtém predicamento de Cabeça de Capitania passando a ter jurisdição sobre vasta extensão de terras.

Ao final deste período foi elevada à município em 1.700 torna-se mais ainda um esteio de fé e esperança. Em 1.906 de Conceição de Itanhaém é elevada a categoria de Cidade. E atualmente a idade de Itanhaém foi elevada à categoria de Comarca e Estância Balneária do Estado de São Paulo.

Significado do Nome

Ita = pedra; Nhaém = Sonora ou canta

Itanhaém - Pedra que canta ou pedra que soa.

Aniversário: 22 de abril

Fundação: 22 de abril de 1532 (478 anos)

Gentílico: itanhaense

 

Administração

Prefeito:   MARCO AURÉLIO GOMES DOS SANTOS

 

Igreja Católica

O município pertence a Área Pastoral da Diocese de Santos.

O município teve grande influência da Igreja Católica Apostólica Romana, desde sua origem em 1532, quando da Fundação do Povoado, que recebeu o título de "Conceição de Itanhaém", devido a verdadeira data de funcação, 08 de dezembro, dia dedicado a Nossa Senhora da Conceição.

No mesmo ano deu-se início, pelos Jesuítas, à construção de uma Ermida, no alto do Morro Itaguassú, dedicada à Padroeira Nossa Senhroa da Conceição. Entretanto, somente no ano de 1553, com a criação da "Irmandade de Nossa Senhora da Conceição de Itanhaém", a Irmandade Primaz do Brasil, é que foi encomendada de Portugal uma Imagem da Padroeira, a qual introduziu o Culto Mariano no país, conhecida como a Imaculada Conceição, também chamada de "Virgem de Anchieta" (pois o Beato Pe. José de Anchieta, inspirou-se nela para escrever a obra literária: "Poema à Virgem"), que encontra-se hoje na Igreja MAtriz de Sant'Anna. A Irmandade de Nossa Senhora da Conceição de Itanhaém, ainda hoje resiste no município, desempenhando papel importante na condução da Festa da Padroeira da cidade.

No ano de 1561, surge a Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Itanhaém, desvinculada da Paróquia de São Vicente Mártir, no então povoado que vinha se estabelecendo aos pés do Morro Itaguassú e se manteve como única instituição católica até o ano de 2007, quando ocorreu o seu desmembramento e criação da Paróquia de Santa Terezinha do Menino Jesus no bairro de Belas Artes e no ano seguinte a denominação de Pró-Paróquia à Igreja de Nossa Senhora de Sion, no bairro do Suarão

TURISMO

Aldeia Indígena

A Aldeia Indígena está inserida em uma Reserva Indígena Guarani, demarcada em 15 de Abril de 1987, pelo CIMI - Conselho Indigenista Missionário, numa área total de 2.856 ha. Atualmente, na reserva residem ainda 76 indivíduos, sendo que na data da demarcação a população atingia os 120 indígenas, dado que consubstancia a premura deste movimento de preservação. Esta aldeia subsiste da coleta de palmito na área demarcada, já estando em andamento um projeto de manejo sustentado do Jussara Edulis e da banana. Atualmente, os indígenas mantêm também roçados de mandioca, milho, feijão e arroz.

Convento N. Sra. da Conceição

No início de seu povoamento, em 1532, seus primeiros habitantes edificaram no alto deste monte, uma pequena ermida de barro tendo sua padroeira tida como milagrosa e venerada, desde cedo, pelos romeiros que para lá afluíam vindos de vários pontos da Capitania. O monte onde nascera o povoado, embora um pouco elevado e de pequena dimensão, está de tal sorte situado que nos permite perceber a escolha de um sítio de certo modo privilegiado, pois dele pode-se tanto avistar com facilidade qualquer ameaça vinda por mar, como servir de abrigo a seus moradores para uma razoável defesa deste que era, inicialmente, um dos pontos mais afastados da colonização portuguesa na América. Junto à vila de Itanhaém, ergue-se um monte de regular altura, em que está edificado o Santuário de Nossa Senhora da Conceição.

Antiga Casa de Câmara e Cadeia

Importante patrimônio histórico, a Casa de Câmara e Cadeia tem suas origens no processo de colonização da antiga Vila de Nossa Senhora de Conceição. Durante a suposta data de fundação da cidade, já estava ereta, apenas a parte inferior onde funcionava apenas a Cadeia. Em 1561, sofreu sua primeira reforma, quando a parte superior foi ali construída, dentro da paliçada que circundava a então Vila. Supõe-se que sua construção date da época em que Itanhaém foi elevada à categoria de Vila, em 1561, pois só adquiriria tal status se houvessem no local tais construções. e mais tarde, ganhou o status de Cabeça de Capitania, pois os prédios obrigatórios que para isso se desse deveriam ser a Igreja, o Pelourinho e a Cadeia.

Igreja Matriz

A Matriz de Itanhaém possui nos seus altares exemplares importantes do remanescente da arte sacra paulista. A integridade dos altares ficou ameaçada, de um lado, pelo ataque intenso de cupins que ameaçava sua estabilidade. Por outro lado, sucessivas iniciativas de conservação comprometeram as talhas, na sua forma e coloração originais. Foram adotados, em 1992, alguns procedimentos como: imunização integral dos altares que previna contra novos ataques, prospeção para avaliação da resistência mecânica dos suportes e para identificação dos vários tratamentos dados anteriormente aos altares. Descobriu-se assim, indícios de douração e policromia.

Monumento Padre Anchieta

A estátua de Anchieta não tem um lugar fixo na Praça Narciso de Andrade. Sujeito às diversas intervenções que cada Administração realiza na praça, a estátua teve seu local modificado em 1998. No projeto de reurbanização da praça a ser implantado, prevê também a mudança de local. Esculpido por Luiz Morrone, o mesmo autor do desenho do brasão do Estado de São Paulo, em 1956.

Monumento Mulheres de Areia

A obra original, em pedra, foi substituída por uma outra, em fibra. Esculpida por Serafim Gonzalez, ator que participou da primeira versão da novela transmitida pela extinta TV Tupi de São Paulo, o monumento é um marco das gravações da novela na cidade. Localizado na Praia dos Pescadores, é uma das obras mais visitadas por turistas.

Pelourinho

O pelourinho é o marco da fase da colonização, tempo que a vila de Nossa Senhora da Conceição havia se tornado Cabeça de Capitania. Alguns historiadores se referem ao pelourinho sendo da época em que o aldeamento havia ganhado o status de vila, pois para tanto, tinha que ter presentes uma igreja, uma cadeia, pelourinho ou forca.

 

Antiga Estação Ferroviária

No início do século XX dá-se a construção da estrada de ferro da Southern São Paulo Railway Company, inaugurando a linha de passageiros a 21 de dezembro de 1913, para logo depois tornar-se Estrada de Ferro Sorocabana, linha Santos-Juquiá. A Estrada de ferro foi de tão grande importância para o município que a rodovia foi construída paralelamente a ela, bem como a ferrovia à praia. Através da ferrovia, várias pessoas ilustres chegaram a Itanhaém, e serviu de veia para o progresso da região na época áurea da banana, quando a cidade tornou-se um dos principais produtores da fruta, sendo seu escoamento feito através da linha férrea até o Porto de Santos. A mesma linha férrea serviu muito tempo para os serviços de correio.

Praça Narciso de Andrade

A Praça Narciso de Andrade forma, junto com a pequena praça Carlos Botelho, o chamado Centro Histórico, o mais antigo local da cidade, o que no século XVI era a paliçada, pequena fortaleza que protegia a vila de ataques de índios, piratas e franceses. Na praça estão os casarios mais antigos, o prédio da Casa de Câmara e Cadeia e a imponente Igreja Matriz de SantAna.

Praça Nossa Senhora do Sion

Em 1917, Joaquim Branco visitara, pela primeira vez, o vilarejo de Itanhaém. Entusiasmou-se pela sua paisagem, clima e motivos históricos, entusiasmo que o motivou e alimentou até o final de sua vida, em 1945. Empreendedor e visionário, propôs logo em seguida, ao Prefeito da cidade, Antonio Mendes da Silva Junior, a realização de um projeto urbanístico, uniformizando o traçado da cidade, dando nomes às ruas, protegendo e valorizando os monumentos históricos. Logo em seguida, pensou-se na construção de uma Igreja na área que o Círculo Social do Ipiranga já possuía e a grande área em frente seria então a Praça, onde hoje está localizada.

Casa de Anchieta

Formação original de pedra que nos lembra uma cama com cobertura, onde segundo a lenda o jesuíta descansava de suas peregrinações pelas praias, localiza-se na Praia dos Sonhos.

Praião (Praia de Itanhaém)

Com cerca de 11,5km de extensão, a Praia de Itanhaém compreende o trecho da Boca da Barra do Rio Itanhaém até a divisa com o município de Mongaguá. No entanto, em todo este percurso é possível encontrar vários nomes que foram dados pela população, associando a praia aos loteamentos. No entanto, é importante lembrar que, devido às fortes correntes provocadas pela força das águas fluviais dentro das águas do mar, o trecho oferece riscos aos banhistas, como informam as placas colocadas no local.

Praia da Saudade

Seu nome está ligado à bucolidade do local, deserto e sossegado, por onde se caminha para atingir o cume do morro que forma, o Sapucaitava, de onde pode se obter lindíssimos visuais em seu cume. A Praia da Saudade é localizada aos pés do Morro do Sapucaitava, e é acessada através da trilha, com entrada pela Rua Sebastião das Dores. A praia, na verdade, é o leito do rio aos pés do morro, e é protegida pelas formações rochosas como a Pedra do Carioca e o costão do morro que leva até o seu lado sul, atingindo a Praia dos Perscadores. Os pescadores amadores ficam muito tempo nesta praia e na Pedra do Carioca, é um local muito bucólico. É comum observar bandos de gaivotas tomando sol pela manhã ou à tarde.

Praia do Tombo

O ponto de encontro entre a praia e o rio Itanhaém é a Praia do Tombo. Durante todo o ano é possível observar a alteração do relevo neste local, ora com grande quantidade de areia, ora com a força da maré indo de encontro ao degrau formado justamente pela retirada da areia pelas próprias correntes marítimas. Conhecido também como prainha do rio, o trecho muito freqüentado por banhistas, durante o verão, é na verdade a margem esquerda do Rio Itanhaém, que, durante as baixas da maré, pode ser aproveitada como um espaço de lazer por munícipes e turistas. Mas, ao visitar o local, é sempre bom ficar atento às correntes fluviais, que retornam conforme a cheia da maré. Em alguns momentos é possível observar o encontro das águas do mar avançando as águas escuras do Rio Itanhaém, e promovendo, assim, um belíssimo espetáculo.

Praia dos Pescadores

A Prainha tornou-se Praia dos Pescadores. É um dos locais mais divulgados da cidade, pois tem seu panorama ligado à telenovela Mulheres de Areia, em sua primeira versão, transmitida pela extinta TV Tupi de São Paulo, durante os anos de 1974-75. O evento valeu ao local um monumento, esculpido por Serafim Gonzalez. A praia tem cerca de 600 metros de extensão e é muito freqüentada por surfistas, é neste pequeno trecho de mar entre o costão rochoso do Morro do Sapucaitava e a Ilha das Cabras que se verifica as melhores ondas para o surf, em meio a barcos de pescadores que a todo o momento entram e saem do mar em busca de peixes para comercialização nas barracas da praia. Nesta praia localiza-se uma pequena elevação chamada púlpito de Anchieta, hoje ocupado por residências, mas tradicionalmente tem sua imagem ligada à figura de José de Anchieta, pois conta-se que o beato ali subia para apaziguar e catequizar os indígenas tupiniquins que habitavam a região.

Praia dos Sonhos

A Praia dos Sonhos tem cerca de 800 metros de extensão e seu nome antigamente era Praia do Meio. Com o advento do loteamento defronte à praia, foi denominada Praia de Sonho e logo após Praia dos Sonhos. A empresa loteadora não poupou nem mesmo a História, citando em seu caderno promocional que suas areias haviam sido pisadas por Martim Afonso de Sousa, e uma infinidade de fatos fisctícios ligados ao Padre José de Anchieta, dando a ele o «Morrete do Púlpito de Anchieta». Fatos históricos à parte, trata-se de uma bela praia.

Praia das Conchas

Não se trata de uma praia propriamente dita, mas uma outra pequena enseada quase aos pés do morro de Paranambuco e o costão da Praia dos Sonhos, após a Cama de Anchieta. Nesta praia, encontra-se a gruta Nossa Senhora de Lourdes, local de peregrinação religiosa. Em 1996 e 1997, verificou-se a presença de grandes tartarugas marinhas, que a caminho de algum local, aportam ali para comida e descanso.

Praia do Suarão

O nome Suarão era a denominação que os nativos davam à região e que o Coronel resolveu preservar. Segundo uma versão, esse nome vem das raízes tupí: çuu, que era o nome que se dava a um animal de grande porte, fosse onça, veado ou outro... e o radical onomatopaico aron, com o significado de ronco, rugido. Seria pois o lugar onde o bicho ronca.  associação ao calor característico do verão, originou, porém, várias brincadeiras com o nome, como se se tratasse de um suador superlativo, proporcionado pelo sol de dezembro... Em 1946 iniciou-se um novo surto de investimentos: surgiu o Círculo Operário do Ipiranga, com a construção da igreja local, a compra do antigo hotel e dos terrenos remanescentes, o estabelecimento de um pequeno centro comercial, inclusive com um cinema. Depois, vieram a rodovia e a luz elétrica... Não há nenhuma placa com seu nome nas ruas de Itanhaém ou mesmo de Suarão, pois o Coronel não valorizava tais veleidades

Praia do Cibratel

É denominada Praia do Cibratel, a porção da Praia de Peruíbe, no trecho compreendido no bairro que a defronta.Durante toda a extensão da Praia de Peruíbe no município de Itanhaém, popularmente a praia recebe o nome do loteamento em que está localizada a orla (Ex.: Praia do Cibratel, Praia das Gaivotas). Na região em que é denominada Praia do Cibratel (ou ainda, Praia da Enseada, devido à pequena enseada onde se localiza o Pocinho de Anchieta), encontra-se quiosques, hotel e bares com pequena infraestrutura. Durante todo o ano possui ótima balneabilidade.

Praia do Gaivota

A Praia do Gaivota vai desde a divisa com o bairro do Cibratel II até a divisa com o município de Peruíbe, mais precisamente no Rio Piaçagüera, regato que deságua no mar, neste bairro. Há também uma pequena ilha em sua orla, onde é possível ver aves marinhas. A praia tem infra-estrutura, já recebeu melhorias do projeto de Urbanização da Orla da Praia. O número de turistas que preferem esse lindo bairo está cada dia mais aumentando, e com isso a urbanização vem crescendo cada vez mais. Vale a pena ir conhecer a beleza da Praia do Gaivota e suas belezas naturais!

Morro do Sapucaitava

Localizado próximo ao Iate Clube, no bairro Praia do Sonho, é um dos principais locais escolhidos para realização de trilhas ecológicas. No local, encontra-se vasta quantidade e diversidade da flora da Mata Atlântica sob direta influência marítima, além de uma fauna também bastante rica. Por ser uma área de fácil acesso e quase isenta de riscos naturais, as visitas ao local são apropriadas às crianças. No alto do morro foi construído um mirante rústico, para apreciação das praias formadoras do conjunto litorâneo itanhaense, que recebe o nome de Pedra do Espia.

Morro do Piraguyra

No local encontram-se formas diferenciadas da Mata Atlântica litorânea, pois o morro encontrar-se mais afastado da influência marítima, apresentando, em sua face Noroeste, uma exuberante vegetação típica. O interesse municipal em preservar este morro deve-se à sua localização central na cidade e sua continuidade imediata com o Mangue do Piraguyra, favorecendo desta forma a preservação. Este morro possui um lago no topo, que se forma por acúmulo de águas de chuva e drenagem natural.

EVENTOS

Janeiro

- Exposição Memória dos Reis

- Escultura na Areia

- Festival de Verão - Atividades Esportivas e Culturais

Fevereiro

- Festival de Verão - Atividades Esportivas e Culturais

Março

- Encontro das Pipas

Abril

22 - Aniversário da Cidade

- Encenação da Chegada de Martim Afonso de Souza

- Gincana Estudantil

- Exposição Chão Caiçara

Maio

- Festa do Divino- Igreja Matriz e antiga Estação Fepasa

- Festival de Dança

Junho

- Corpus Christi - tradicionais tapetes pelas ruas em homenagem à Jesus Eucarístico

Julho

- Teatro Interativo

- Festival Junino do Campão

- Festival de Música Sons do Inverno

- Concurso de Hipismo Rural - Morro do Cibratel ou no Centro Hípico.

- FEBANITA - Festa da Banana

Agosto

- Semana do Vídeo

- Festa das Nações

Outubro

- Salão de Artes Benedito Calixto

Novembro

- Semana da Dança

- Início da Festa da Padroeira

Dezembro

08 - Festa da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição - Convento N. Sra. da Conceição e Praça Narciso de Andrade

- Concurso de Iluminação do Natal e Concerto de Natal

- Reisado Caiçara - cantorias populares dos caiçaras pelas casas.

 
MAIS SOBRE Itanhaem:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Itanhaem:
 
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions