Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Bebedouro

Bebedouro é um município  brasileiro  do estado de São Paulo. Bebedouro possui atualmente um dos mais altos índices de desenvolvimento humano (IDH) do país, apresentando também uma alta renda per capita, devido principalmente a seu parque industrial, no qual se destacam indústrias de suco de laranja, de óleos vegetais, de fertilizantes, carrocerias e confecções.

 

Geografia

 

Localiza-se a uma latitude 20º56'58" Sul e a uma longitude  48º28'45" Oeste, estando a uma altitude de 573 metros.

 

Possui uma área de 682,511 km².

 

Bebedouro limita-se ao norte com Colina; ao leste com Terra Roxa, Viradouro e Pitangueiras, ao sul com Taquaral, Taiúva, Taiaçu,Pirangi e Paraíso, e ao oeste com Monte Azul Paulista.

 

O município possui, além do distrito sede, dois distritos: Botafogo (2500 habitantes) e Turvínia* (mil habitantes), além de dois pequenos povoados: um de natureza urbana, Povoado de Andes** (cerca de 500 habitantes), e outro de natureza rural, Povoado de Areias (menos de 100 habitantes).

 

O município está entre duas sub-bacias hidrográficas: a do rio Turvo e a do Pardo/Moji-Guaçu. A sede do município (cidade) é cortada por pequenos córregos: Bebedouro, Consulta e Parati. O Consulta ao passar pelo centro da cidade, transforma-se num grande lago artificial, com dois quilômetros de comprimento e largura que varia entre 50 (funil da Ponte da avenida Donina Valadão Furquim) e 300 metros.

 

O Bebedouro nasce próximo ao Horto Municipal, corta-o, passa pelo Parque Sinésio Junqueira Franco, onde se encontra com o Consulta e passa a dividir a região central da Zona Leste da cidade. O Parati corta parte da Zona Norte da cidade e vem apresentando problemas de assoreamento.

 

O município tem altura entre 550-600m, localizado no Vale do Rio Grande, na região do Planalto Paulista. Desde 2005, o Povoado de Andes, na zona rural de Bebedouro, vem sofrendo sismos de 2-3 graus de magnitude, o que tem origem em fraturas do basalto da Serra Geral, o que se agrava com a extração de água de poços de água subterrânea.

 

Atualmente, 98 % da área urbana do município é asfaltada e 30% do esgoto é tratado

 

 

Demografia

 

Censo de 2000

 

* população: 74.815

o Urbana: 69.964

o Rural: 4.851

+ Homens: 36.900

+ Mulheres: 37.915

* Densidade demográfica (hab./km²): 109,62

* Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 10,35

* Expectativa de vida (anos): 74,48

* Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,11

* Taxa de Alfabetização: 92,37%

* Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,819

o IDH-M Renda: 0,746

o IDH-M Longevidade: 0,825

o IDH-M Educação: 0,887

 

 

Acesso Rodoviário

 

SP-322 - SP-326 - SP-351

 

Distâncias

 

345 Km da Capital

 

História

Nossa cidade nasceu de um sonho a céu aberto, à beira de um córrego conhecido como “bebedor”, cuja água era procurada por tropeiros e boiadeiros, animais fatigados por longas caminhadas através do sertão.

 

Os primeiros ocupantes do local tiveram a idéia de comprar um lote de terra para a formação do patrimônio de uma povoação que nascia, cujo nome seria São Sebastião do Bebedor, que posteriormente se tornaria “Bebedor” e depois “Bebedouro”, do Sr. Corrêa e Mesquita, residente em Jaboticabal, cujo pagamento seria feito em três prestações de suínos (porcos), devido a escassez, no local, de moeda corrente tida quase como artigo de luxo. Depois de tudo acertado, os senhores entraram pontualmente com a primeira e a segunda prestação. O mesmo porém, não aconteceu com a terceira, devido a falta de dinheiro. Naquela época um fio de bigode era um título compromissado e a honra estava em jogo, não quiseram os senhores compradores desonrar o compromisso e, no dia seguinte ao vencimento o Sr. Francisco Inácio Pereira, completou a importância com seu cavalo de cela arriada, animal de sua estimação, cobrindo assim o ultimo pagamento.

 

A data oficial da fundação de Bebedouro é dia 03 de maio de 1884, por ser o dia em que se lavrou a escritura de venda da primeira parte do atual patrimônio urbano pelo Sr. João Francisco da Silva e sua mulher D.ª Ana Cezaria Pimenta ao sr. Procurador da Capela, Capitão José Inácio Garcia.

 

O primeiro documento vinculado ao destino inicial do arraial do Bebedor foi um ato do Governo Provincial, o Barão de Parnaíba, datado de 27 de agosto de 1886. Por lei estadual  n.º 87 de 06 de setembro de 1892, elevou-se a Distrito de Paz. Quase dois anos depois, ocorre a elevação do Distrito a Município, significando sua emancipação da tutela de Jaboticabal, pela lei nº 298, de 19 de julho de 1894. Pela lei nº 487, de 29 de dezembro de 1896, elevou-se a Comarca porém, só se instalou a 11 de março de 1896. A elevação a cidade deu-se por força da lei municipal de nº 34, de 11 de março de 1889. Pelo efeito do Decreto Estadual nº 14.334, de 30 de novembro de 1944, o município de Bebedouro, ficou constituído pelos distritos de Botafogo e Turvínea. O Distrito Policial foi criado por decreto de 27/08/1886.

 

Bebedouro ganhou há tempos, o apelido de "Cidade Coração", por ter, em ocasião de divergência política no vizinho município de Jaboticabal dado agasalho numa de suas praças públicas (09 de Julho, naquele tempo, Conrado Caldeira), o busto de bronze de Jocelym de Godoy, democrata e jornalista jaboticabalense. Até que, cessados os motivos da divergência, o mesmo foi restituído ao povo daquela cidade sem nenhuma relutância.

 

Os primeiros meios de transporte eram feitos por carros de boi que traziam das fazendas os produtos agrícolas para serem vendidos na cidade. Quando ficaram prontos os armazéns da Cia. Paulista de Estradas de Ferro, surgem os carrinhos e as carroças com tração animal.

 

Não tardou muito o Sr. Oscar Werneck engenheiro da Cia. Ferroviária São Paulo Goiás, desenha e constrói o coreto da Praça Barão do Rio Branco e as torres de iluminação do campo da Associação Atlética Internacional, o primeiro campo a receber iluminação no interior do Estado de São Paulo.

 

Em 1912 constrói-se a Prefeitura Municipal defronte ao Jardim Misterioso, hoje Praça Valêncio de Barros e na mesma época o prédio da Cadeia de Bebedouro na esquina das ruas São João e Campos Salles.

 

Antes do termino do século XIX, a cidade já apresentava favoráveis aspectos de progresso, com a formação de lavoura de café, que se tornaria a maior riqueza do município. Porém o café entrou em grande crise por volta de 1929/1930, e as lavouras foram aos poucos sendo abandonadas. Mas, a sua gente não se sentia enfraquecida ao ponto de deixar a cidade morrer e aos poucos vão se levantando e novas esperanças despontam com o aparecimento de novos empreendimentos, Bebedouro começa a sentir vida nova.

 

A Festa da Primavera chega para alegrar a vida que estava monótona; o carnaval desponta com animação carregada de alegria, a tristeza vai embora e Bebedouro se renova.

 

Os velhos cafezais são substituídos pelos laranjais, as terras desvalorizadas são levantadas como uma poderosa mina de ouro até então escondida. As indústrias são renovadas e o nosso município muda de roupagem: da crise da fruta vermelha pendurada no galho verde dos cafezais pelo perfume exalado das flores das laranjeiras que serão transformadas em frutos amarelos e trarão recursos econômicos reabilitando o combalido município.

 

E a terra do café se transforma na terra da laranja, conhecida além das fronteiras, tornou-se por muito tempo um dos maiores produtores do mundo, ostentando o orgulhoso título de “Capital Nacional da Laranja”.

 

Bebedouro da cidade pequena e silenciosa se torna uma cidade vigorosa, barulhenta; das ruas cheias de carros de bois, carrinhos, carruagens e carroças de 4 rodas, hoje cidade de automóveis modernos, caminhões velozes transportando suas riquezas.

 

Bebedouro, a pequena criança, cresceu, tornou-se moça. Hoje é uma senhora cidade vestida pelo poder econômico, onde trabalha sua gente em busca do conforto material.

 

Bebedouro, cidade de uma certa nobreza, mas que ainda vive lutando em busca de grandes poderes.

 

E, alguém um dia deixou seu pensamento expressado nas páginas dos acontecimentos literários: “A saudade é como uma espécie de imposto sobre a renda do sentimento. Cobra-se, no fim, do amor”.

 

Fundação: 3 de maio de 1884

 

Gentílico: bebedourense

 

Administração

 

* Prefeito: FERNANDO GALVÃO MOURA

 

Economia

Bebedouro possui atualmente um dos mais altos índices de desenvolvimento humano (IDH) do país, * apresentando também uma alta renda per capita de R$ 39.112 em 2007 segundo o IBGE , devido principalmente a seu parque industrial, no qual se destacam indústrias de suco de laranja, de óleos vegetais, de fertilizantes, carrocerias e confecções. Bebedouro possui 1.596 Empresas, 126 Indústrias, 1.144 no comércio, 16 Agências Bancarias e 10 Empresas de Hospedagem. Bebedouro é privilegiado pela sua localização estratégica e com uma estrutura desenvolvida.

 

Como atuação destacada para a citricultura, sobretudo nas décadas de 1970 e 1980, Bebedouro tornou-se conhecida internacionalmente como a "Califórnia Brasileira". Atualmente (2008), com aproximadamente 80 mil habitantes, Bebedouro desponta como um município em pleno desenvolvimento, com uma economia focada no agronegócio e amplo potencial para negócios

 

Educação

 

Possui 8 escolas municipais de ensino fundamental, 7 escolas estaduais de ensino fundamental, 4 escolas estaduais de ensino fundamental e médio, 16 escolas particulares de ensino fundamental e médio (inclui a APAE e três escolas de ensino técnico), 4 escolas municipais de ensino infantil (excluindo aquelas anexas a escolas de ensino fundamental), 4 escolas particulares de ensino infantil, 6 centros de ensino supletivo, 13 creches municipais, e dois centros universitários (FAFIBE e IMESB).

 

Turismo

 

Na área de lazer, destacam-se o Parque Ecológico, o Parque Sinésio Junqueira Franco, o Horto Municipal, 47 praças, cinco centros sociais urbanos e o Parque Centenário. Esse último conhecido também como "Região do Lago", com sambódromo, quadras poliesportivas, campos de futebol, kartódromo, pista de "skate", calçadão para caminhada e "cooper", além de diversos bares ao longo do parque. A cidade possui também diversas pizzarias, restaurantes, choperias, quatro hipermercados, duas discotecas, e dois centros comerciais, o Bebedouro Shopping Center e a Gald Galeria. O Shopping conta com mais de cinquenta lojas, cinema, praça de alimentação, banco, boate, hotel quatro estrelas e supermercado. A Gald Galeria conta com cinco lojas, um café, um escritório do cartão Cabal e uma agência franqueada dos Correios.

 

Em termos de opção cultural, há um teatro municipal, uma sala de cinema, uma estação cultural, e três museus: o histórico, o dos ferroviários, e o do automóvel. Esse último, conhecido também como "Museu Matarazzo" (oficialmente: Museu de Armas Veículos e Máquinas Eduardo André Matarazzo), possui um grande acervo de automóveis, aviões, locomotivas, tanques de guerra e armas antigas. Uma importante peça do museu é o avião que trouxe a Seleção Brasileira, bicampeã na Copa do Mundo de 1958, de volta da Suécia

 

Hotel

http://www.hotelinsite.com.br/procura/resultado.asp?cid=bebedouro&nom=

 

Site da cidade

http://www.bebedouro.sp.gov.br

 

Fonte

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bebedouro_%28S%C3%A3o_Paulo%29#Economia

http://www.bebedouro.sp.gov.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=2170&Itemid=152

http://www.ferias.tur.br/informacoes/8962/bebedouro-sp.html

http://www.daviaguiar.hpg.com.br/

http://www.bebedouro.sp.gov.br

 
MAIS SOBRE Bebedouro:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Bebedouro:
 
07/02

bebedouro era bonito quando era o prefeito Helio a cidade tinha hospital bom os postinhos era otimos a cidade limpa sem buracos as praças bem cuidada hoje a cidade esta uma verdadeira desordem

Enviado por maria ines às 17h04
18/01

cidade bonita, bem cuidada na parte central, porém no bairro onde se localiza a rodoviária existem muitos buracos imensos nos lugares onde deveria estar as "bocas de lobo" colocando em risco a vida das pessoas pois nestes cabem perfeitamente o corpo de alguém. Também encontramos muitos caramujos nos terrenos baldios q ficam nesta região, acho q a prefeitura local deveria cuidar um pouco desse bairro.

Enviado por maria às 14h08
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions