Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
D - MÚSICAS
E - BLOG DO JOÃO
WADO CUP OPEN BRASIL 2013
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Espírito Santo do Turvo

Geografia

Possui uma área de 191,294 km².

Demografia

Dados do Censo - 2000

População Total: 3.677

Urbana: 3.241

Rural: 436

Homens: 1.900

Mulheres: 1.777

Densidade demográfica (hab./km²): 19,22

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 16,70

Expectativa de vida (anos): 70,78

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,63

Taxa de Alfabetização: 87,69%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,755

IDH-M Renda: 0,666

IDH-M Longevidade: 0,763

IDH-M Educação: 0,835

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia

Rio Turvo

Rio Pardo

Transporte

Empresa Auto Ônibus Manoel Rodrigues

Rodovias

SP-225

SP-280

BR-369

HISTÓRIA DA CIDADE

Primeira parada: fundação e desenvolvimento

Foi ainda na época do Império, no ano de 1842, que, a mando do Imperador D. Pedro II, José Teodoro de Souza chegou à região para fazer o levantamento das terras do Rio Turvo. Ele veio acompanhado de mais dois: seu cunhado José Antônio Pereira de Lima e Antônio Lemes Silva. Feitos os levantamentos, José Teodoro seguiu até Porto Epitácio para novos levantamentos e morreu assassinado por indígenas. Os outros dois estabeleceram residência na região do Rio Turvo. Alguns anos mais tarde (1853), Manoel Antonio Pereira de Lima e sua mulher, que possuíam terras na região, fizeram uma doação ao Divino Espírito Santo de uma área de 30 alqueires, local onde já havia alguns casebres e logo se formaria uma pequena vila. Esse ano marca a fundação da cidade, quando recebeu o nome de “Espírito Santo do Turvo”. Dois anos mais tarde, foi construída a primeira igreja, feita em madeira, na praça central (mesma da atual igreja). Nessa época, a vila pertencia a Botucatu, o que permaneceria até 1870. 
Foram tempos de grande desenvolvimento para Espírito Santo do Turvo, já que o local servia de passagem para tropeiros que cortavam o território com suas boiadas, tropas muares e suínas. Com isso, o comércio ganhou força na região e a população cresceu bastante na região. Em conseqüência, no ano de 1887, Espírito Santo passa a ser distrito e, logo em seguida, município. 
Uma nova igreja é construída, agora de tijolos, em substituição à anterior. Também são feitas a primeira escola, a cadeia pública, a câmara, a prefeitura, muitas casas e, dois anos mais tarde, Espírito Santo já tem até um serviço postal: podia agora se corresponder com regiões bem distantes. No período da Proclamação da República, o progresso aumentou ainda mais, o município, que já tinha cerca de 80 casas, ganhou dois hotéis e iluminação pública à base de querosene em nas ruas principais.

Desacelerando: E. S. do Turvo é distrito novamente

Mas por volta de 1892, a passagem de tropas pela região já não era a mesma, a população diminuiu e, em decorrência, Espírito Santo perde o título de município e volta a ser um distrito - agora da cidade de Santa Cruz do Rio Pardo. Por volta de 1910, a situação fica ainda pior: chega à região a Estrada de Ferro Sorocabana. O distrito perde grande parte da população, que segue acompanhando a ferrovia, em busca de novas oportunidades de trabalho. Também fica difícil para Espírito Santo do Turvo concorrer comercialmente com outros vilarejos que estão mais próximos da linha do trem. Como o não possuía um solo favorável para o café, que era o produto mais valorizado do momento (hoje, a acidez do solo da região pode ser contornada, mas naquela época não) e o comércio não ia nada bem, muitos se foram em busca de ganhos maiores em outras regiões.

Força total: nasce uma cidade

O pequeno distrito de Espírito Santo volta a ganhar força na década de 80, agora com a expansão da cana de açúcar no estado do São Paulo. A instalação da Usina e Indústria de Álcool Sobar e as plantações de cana atraem muitos novos moradores para a região e, em pouco tempo, o número de eleitores passa de 600 para 4 mil. O crescimento do número de habitantes faz com que a população se fortaleça e comece a se mobilizar pela emancipação política e administrativa, ou seja, para deixar de ser distrito de Santa Cruz do Rio Pardo. 
E a mobilização teve um ótimo resultado: no dia 5 de novembro de 1992, após um plebiscito, Espírito Santo do Turvo torna-se, finalmente, uma cidade autônoma! A partir de então, passa a gerenciar seus próprios recursos, a ter a sua prefeitura, suas instituições e a administrar o seu próprio futuro. Tudo isso graças à sua gente!
Parabéns a todos que fazem parte da história da cidade, seja os que participaram no passado, os que atuam no presente ou aqueles que estão tentando construir o futuro!

Administração

 

Prefeito:     JOÃO ADIRSON PACHECO

http://www.ferias.tur.br/informacoes/9125/espirito-santo-do-turvo-sp.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Espírito_Santo_do_Turvo

 
MAIS SOBRE Espírito Santo do Turvo:
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Espírito Santo do Turvo:
 
02/07

faz 27 anos que sai de esp santo do turvo mas sempre passeio por ai.enfim minhas familhas moram nessa cidade, parabens espirito santo do turvo

Enviado por Valdir P Almeida às 15h37
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté | D - MÚSICAS | E - BLOG DO JOÃO | WADO CUP OPEN BRASIL 2013 |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions