Busque sua Cidade
 
Inicial
 
Seções
A01 - Est. Turísticas
A02 - Est. Balneárias
A03 - Est. Climáticas
A04 - Est. Hidrominerais
C01 - Bauru
C02 - Campinas
C03 - Itapetininga
C04 - Mogi das Cruzes
C05 - Presidente Prudente
C06 - Ribeirão Preto
C07 - Santos
C08 - São Carlos
C09 - São José do Rio Preto
C10 - São José dos Campos
C12 - Sorocaba
C13 - Taubaté
 
Portal
Quem Somos
Como Anunciar
Fale Conosco
Enviar E-mail
 
Página Inicial da Cidade Campos do Jordão

GEO/DEMO/CLIMA

Geografia

Mais precisamente na Serra da Mantiqueira. A cidade tem altitude de 1628 metros, sendo portanto, o mais alto município brasileiro, considerando-se a altitude da sede. Sua população estimada, em 2004, era de 47.903 habitantes. Dista 167 km da cidade de São Paulo, 350 km do Rio de Janeiro e 500 km de Belo Horizonte. Sua principal via de acesso rodoviário é a Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, que tem início em Taubaté, município localizado a 45 km da cidade.

É o município com a sede administrativa mais elevada do país, atingindo 1628 metros na sede do município, onde está localizada a prefeitura da cidade, e que pode variar para mais de 2 mil metros nos arredores do município. Está localizado no maciço da Serra da Mantiqueira, uma das mais elevadas cadeias de montanhas do Brasil.

Possui uma área de 289,5 km². É constantemente visitado por turistas de todo o Brasil e até mesmo do exterior, que vão a localidade para gozar do clima de inverno e a arquitetura germânica.

Demografia

Bairro Vila Capivari, centro turístico de Campos do Jordão, visto do Morro do Elefante.

População total: 44.252

* Urbana: 43.809

* Rural: 443

o Homens: 21.978

o Mulheres: 22.274

* Densidade demográfica (hab./km²): 152,86

* Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 8,52

* Expectativa de vida (anos): 75,73

* Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,18

* Taxa de alfabetização: 92,28%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,820

* IDH-M Renda: 0,763

* IDH-M Longevidade: 0,846

* IDH-M Educação: 0,851

Localização

Campos do Jordão está localizada à leste da Capital de São Paulo, Serra da Mantiqueira, no médio Vale do Paraíba.

Limites

Norte - Itajubá, Pirangussu e Wenceslau Braz

Leste – Guaratinguetá

Sul – Pindamonhangaba

Oeste - São Bento do Sapucaí.

Acesso Rodoviário

BR-116 Rodovia Presidente Dutra + SP-123 Floriano Rodrigues Pinheiro

SP-70 Rodovia Ayrton Senna + SP-75 Rodovia Carvalho Pinto + SP-123 Floriano Rodrigues Pinheiro

SP-50 Monteiro Lobato

Distâncias

167 km da Capital

Clima

Seu clima é tropical de altitude (Cwb), com verões suaves e invernos com temperaturas bastante baixas para os padrões brasileiros. Ocorrências de neve foram registradas em 1928, 1942, 1947 e em 1966[5] , sendo a última vez em que foi registrada neve na cidade, segundo Paulo Filho, entre 1892 e 1897, era comum a cidade ser atingida por prolongadas nevascas[6]. Geadas são comuns durante o inverno e a temperatura mínima absoluta foi de -7,3°C em 1º de junho de 1979[7], há relatos não oficiais de -12°C. Seu clima temperado favorece a criação de hortênsias, especificamente as da espécie Hydrangea macrophylla.

O clima da cidade foi considerado por José Setzer, por volta de 1946, como mesotérmico médio, com verões brandos e sem estação seca.

Tudo começou no final do século XIX, quando fazendeiros identificaram "propriedades terapêuticas" no clima de Campos na época, uma vila.

Da análise dos dados referentes às temperaturas no período de 1965 à 1974, pode-se afirmar que o clima de montanha de Campos do Jordão é do tipo tropical temperado, não apresentando nebulosidade úmida, ventos constantes ou chuvas excessivas.

O clima de altitude reúne um conjunto de condições particularmente favoráveis, representadas pela secura e pureza do ar, rarefação da atmosfera, favorecendo a ventilação pulmonar, intensidade de irradiação solar, mesmo no inverno, temperatura moderada no verão, condições essas que ativam as combustões internas, acoroçoam a hematopoise e aguçam as funções orgânicas: é um clima essencialmente, tônico, vivificante, qualidade esta apreciável, sobre tudo, nas estações invernosas, o que faz indicado na maior parte dos estados de enfraquecimento ou debilidade orgânica.

Em razão da grande redução da cobertura vegetal da região, sobretudo nas encostas entre Monteiro Lobato e Campos do Jordão, que, no passado, foram revestidas integralmente de matas, e que hoje, ao contrário, apresentam 9% de campos, operaram-se modificações no clima, no sentido correspondente, ou seja, para um clima mesotérmico com verões brandos e estação chuvosa no verão.

Este tipo de clima foi, pouco a pouco, ascendendo as encostas da Mantiqueira, culminando por imperar em toda a região. A alteração, nociva para a agricultura, no entanto revelou-se francamente benéfica nas áreas de tratamento de doenças pulmonares, onde se torna necessário o clima frio e seco.

Segundo Regnard, podemos classificar o clima de uma localidade, atenta à sua altitude, em uma das três zonas seguintes:

  • estações intermediárias - entre a montanha e a planície, abaixo de 1.200m.
  • estações de altitude - entre 1.200 a 1.800m.
  • estações altas - entre 1.800 a 2.000m.

Assim sendo, fica Campos do Jordão na classe das estações de altitude e em condições superiores a Les Avante (1.000m), Caux (1.100m), Leisin (1.450m), Davos (1.558m), Zermat (1.620m) e St. Moritz (1.769 m), com exceção desta última.

O clima de Campos do Jordão, comparado à região alpina de Davos Platz na Suíça, acusou supremacia nos graus de nebulosidade, nas taxas de insolação, oscilações térmicas e nos índices de precipitação pluviométrica.

A nebulosidade média em Davos Platz era de cerca de 6% mais elevada. No que tange aos dias claros, as pesquisas deram 52% de dias claros para Campos do Jordão, enquanto que em Davos Platz verificou-se apenas 41%.

As diferenças de temperaturas médias do mês mais quente para o mês mais frio, não foram além de 8°C em Campos do Jordão, ao contrário daquela cidade Suíça, em que as diferenças chegaram a 20°C.

O teor de oxigenação e ozônio de Campos do Jordão foi considerado superior ao de Chamonix, famosa estância francesa, pela pureza de seu ar, a 2.800 m de altitude.

No Congresso de Climatologia, realizado em Paris, em 1957, o clima de Campos do Jordão foi considerado o melhor do mundo.

PREVISÃO DO TEMPO

 
MAIS SOBRE Campos do Jordão:
CÂMARA MUNIC.
ECONOMIA
GEO/DEMO/CLIMA
HISTÓRIA
LOCALIZAÇÃO
ONDE COMER
ONDE FICAR
PREFEITURA
RÁDIOS/JORNAIS
TURISMO
Video  
 
Deixe seu Comentário
 
 
COMETÁRIOS SOBRE Campos do Jordão:
 
05/05

CAMPOS DE JORDÃO É O MAIOR FESTIVAL DE INVERNO DO BRASIL.

UM QUEIJO E VINHO HEIN.

FESTIVAL INVERNO-CAMPOS DO JORDÃO

Enviado por REGINA C.RAMOS às 11h33
 
Seções: A01 - Est. Turísticas | A02 - Est. Balneárias | A03 - Est. Climáticas | A04 - Est. Hidrominerais | C01 - Bauru | C02 - Campinas | C03 - Itapetininga | C04 - Mogi das Cruzes | C05 - Presidente Prudente | C06 - Ribeirão Preto | C07 - Santos | C08 - São Carlos | C09 - São José do Rio Preto | C10 - São José dos Campos | C12 - Sorocaba | C13 - Taubaté |
Portal: Inicial | Quem Somos | Como Anunciar | Fale Conosco | Enviar Email |

© Interior SP - Cidades. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvimento: UPWEB Internet Solutions